Início Plantão Barra Cariocas têm seu manual de Ordem Pública

Cariocas têm seu manual de Ordem Pública

Por Joyce Pimentel*

A partir de hoje (20/04) todo carioca deverá ler com atenção o Manual da Ordem Pública antes de sair de casa. Essa é a recomendação dada pelo secretário municipal de Ordem Pública, Rodrigo Bethlem, para que os cidadãos ajudem a Prefeitura a manter a cidade mais limpa e ordenada. A
 cartilha com orientações a população foi lançada na manhã de ontem (19/04) na Praia de Copacabana. O manual foi distribuído pelo próprio secretário aos cariocas que aproveitavam a manhã de céu claro e sol forte na praia. O objetivo, segundo Bethlem, é conscientizar a população e fazer com que todos participem do choque de ordem. A cartilha será distribuída através das regiões administrativas e do telefone 153, caso seja solicitado pelo cidadão.
— Essa é a terceira etapa do choque de ordem: o choque de civilidade. A Prefeitura tem que fazer sua parte e já está fazendo, mas a população tem que entender que para a cidade estar em ordem todos têm que participar — destacou Bethlem.
Enquanto os folhetos eram distribuídos na pista fechada da Avenida Atlântica, em frente ao Copacabana Palace, um incidente típico da falta de ordem pública na cidade chamou atenção de quem passava. O advogado Odilon Baltar foi atropelado de  bicicleta quando atravessava a faixa de pedestres na saída da ciclovia por outras duas bicicletas que circulavam em alta velocidade pela ciclovia. Mesmo depois de levarem uma bronca do secretario, os dois ciclistas seguiram rindo pela ciclovia. Baltar ficou indignado com a situação.
— As pessoas correm de bicicleta em um lugar por onde nem poderiam passar. Tudo no Rio é assim: uma bagunça ampla e irrestrita. As pessoas fazem o que bem entendem. Espero que essa cartilha tenha algum resultado — disse.

Folheto traz regras de boa convivência para a população

A iniciativa da Prefeitura do Rio foi bem recebida pelos cidadãos que caminhavam pelo calçadão. Se depender do militar aposentado José Cesário de Oliveira, de 80 anos, os cariocas que cometerem algum delito como andar com cachorro sem a coleira ou deixar de recolher as fezes do animal será chamado atenção.
— O povo tem que aprender a respeitar as regras do bom convívio social. A cidade não ficará ainda mais bonita se não houver mudança na postura do carioca — salientou o militar.
A Prefeitura espera contar com a ajuda da população no combate as irregularidades cometidas no espaço público. O carioca poderá fazer denúncias, críticas e sugestões através do endereço eletrônico [email protected] rio.rj.gov.br.
De acordo com balanço parcial divulgado pela Secretaria Especial de Ordem Pública, de quarta (quando foi inaugurado o serviço) até sexta-feira, já foram recebidos mais de 500 e-mails. O próximo passo a ser dado pela secretaria é o cadastramento do comércio ambulante que começará no dia 18 de maio.
 As orientações contidas no Manual da Ordem Pública são:
* não andar com cachorro sem a coleira, e não deixar de recolher as suas fezes;
* andar de bicicleta na ciclovia e não esquecer o capacete;
* não jogar lixo na rua;
* não comprar mercadorias sem saber a procedência;
* não avançar o sinal e não parar sobre a faixa de pedestre ou cruzamento;
* não estacionar o carro na calçada;
* não dar dinheiro para menores nas ruas.

* repórter especial AIB – [email protected]

Fonte: Joyce Pimentel