Início Plantão Rio Centro de Operações Conjuntas da Saúde funcionará 24h nos Jogos Olímpicos e...

Centro de Operações Conjuntas da Saúde funcionará 24h nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos

Com funcionamento 24 horas por dia entre 29 de julho e 26 de setembro, o Centro Integrado de Operações Conjuntas da Saúde (CIOCS) será o órgão responsável por monitorar as ocorrências de saúde durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. O trabalho é coordenado pelo Ministério da Saúde, com apoio da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro. 

 

 

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, ressaltou a importância do CIOCS, que foi inaugurado dia 12 de julho, para coordenar as ocorrências durante as Olimpíadas:

 

– O centro serve para que a vigilância em saúde durante os Jogos seja a mais eficaz possível e para que possamos atender qualquer ocorrência rapidamente. Os protocolos são internacionais e as equipes estão treinadas para todo tipo de evento.

 

 

As atividades do CIOCS incluem contato com as unidades de atendimento; recebimento de ligações e notificações; monitoramento de mídia e redes sociais; com base no aplicativo Guardiões da Saúde; e o monitoramento junto à Organização Mundial da Saúde do que está acontecendo nos países que terão delegações no Brasil, como surtos que possam ter impacto no país.

 

– Teremos a integração entre as três esferas de administração da saúde trabalhando de forma ininterrupta para monitorar qualquer agravo e ocorrências durante esse período – disse o secretário municipal de Saúde do Rio, Daniel Soranz.

 

 

A previsão do Ministério da Saúde é que, durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, sejam realizados cerca de 22 mil atendimentos nas instalações olímpicas, com 700 transferências para unidades de atendimento. A estimativa internacional é de que 1% a 2% do público precise de algum cuidado médico, e que de 0,2% a 0,5% tenha que se deslocar até um hospital. Na Copa do Mundo, nas 12 sedes, 0,2% do público precisou de atendimento fora das arenas. Foram disponibilizados 235 leitos de retaguarda na cidade, sendo 135 federais, 50 municipais e 50 estaduais.