Início Plantão Rio Centro de vocação tecnológica é inaugurado em Nilópolis, na baixada fluminense

Centro de vocação tecnológica é inaugurado em Nilópolis, na baixada fluminense

Nilópolis, na Baixada Fluminense, ganha na quinta-feira (31/5), seu primeiro Centro de Vocação Tecnológica (CVT), da Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec). A unidade, voltada para as áreas de Moda, Informática e Hospitalidade e Lazer, tem nove salas, seis laboratórios e três oficinas para aulas práticas, com capacidade para formar três mil profissionais por ano. No local, que tem 3 mil metros quadrados de área total, funcionava o antigo depósito de lixo da cidade. O vice-governador e coordenador executivo de Infraestrutura, Luiz Fernando Pezão, participa da cerimônia.

 

O presidente da Faetec, Celso Pansera, afirma que os cursos de Hospitalidade e Lazer vão ajudar a suprir a necessidade por mão de obra qualificada na área.

 

– Vamos oferecer cursos de barmen, garçom, recepcionista hoteleiro, cozinheiro, um conjunto de oportunidades que a Baixada se ressentia de não ter. Não por ser uma cidade turística, mas um polo econômico muito forte, que recebe empresários e visitantes que lotam hotéis e restaurantes – avaliou Pansera.

 

As inscrições para as 804 vagas iniciais foram abertas no início do ano, através do site www.faetec.com.br, e as aulas tem início previsto para agosto. O CVT fica na Estrada General Olímpio da Fonseca, s/n, no Paiol da Pólvora.

 

Mais segurança e oportunidade para a população

 

Beatriz Montemor de Souza, 23 anos, acredita que o CVT vai trazer mais oportunidades para quem não pode completar os estudos.

– Os cursos oferecidos têm uma demanda boa no mercado, o certificado não vai envelhecer no armário. Esse centro vai ser muito benéfico para a comunidade não só na área da educação, mas da saúde também, porque agora não tem mais mau cheiro, rato, nem risco de dengue – disse a jovem, que pretende fazer se qualificar em Corte e Costura e Ajudante de Cozinha.

 

Vizinha de Beatriz, Dayana Neves da Silva, 22, comemorou a inauguração da unidade. Trabalhando como operadora de telemarketing, ela vai se inscrever no curso de Auxiliar Administrativo. Duas das três irmãs dela também vão se matricular no CVT em busca de qualificação profissional.

– Eu não tinha condições de investir num curso, porque é caro. Mas sendo gratuito, posso escolher a área em que pretendo atuar. E é muito perto de casa, não terei nem o custo de transporte. Sem contar que tinha muito assalto nessa região e, com a abertura do CVT isso vai parar – espera Dayana.

 

Fonte: Governo do Rio