Início Plantão Brasil Cheques honrados superam expectativas

Cheques honrados superam expectativas

O início do ano já mostra sinais que o 1º semestre terá indicadores bem favoráveis para o varejo. Prova disso foi a queda da inadimplência no mês de janeiro e, conseqüentemente, o crescimento dos cheques honrados no país. De acordo com a TeleCheque, empresa especializada em verificação de crédito em compras com cheques, do total de cheques emitidos neste mês, 97,22% foram honrados, um crescimento de 0,56% frente o mesmo período do ano anterior. 
Os índices de inadimplência nos anos anteriores estavam em patamares bem acima do atual, com 4,91% (jan/08) e 3,32% (jan/09), refletindo em um mercado inseguro para ampliação do crédito e realização de ações para alavancar as vendas. "O perfil de consumo nacional passou por uma evolução comportamental, ou seja, temos consumidores mais adimplentes e conscientes no ato da compra. Com isso, o varejo está mais confiante e os comerciantes vão aproveitar este ano para investir no crescimento de seus negócios e ampliação do crédito", explica José Antônio Praxedes Neto, vice-presidente da TeleCheque. 
Nesse sentido, as regiões Sudeste e Centro-Oeste, que registraram índices de cheques honrados acima da média nacional, 97,60% e 97,50% respectivamente, sentiram mais o impacto do novo perfil de consumo. "Essas regiões têm um grande potencial e esse é o momento dos varejistas aproveitarem. Estamos com a economia estável, cheia de perspectivas positivas e, mais do que isso, temos um consumidor maduro quanto a sua capacidade de endividamento, mantendo suas linhas de crédito abertas no mercado", detalha o vice-presidente. Por outro lado, o índice de cheques honrados sofreu queda de 1,01% quando comparado com dezembro de 2009 (98,21%)."Esse declínio é normal, pois reflete a sazonalidade do Natal", resume.
No ranking por Estado, a liderança ficou com os consumidores de Sergipe (98,33%) que saltaram da décima sétima colocação para o topo da lista, um crescimento equivalente a 0,81%. Na sequência estão Espírito Santo (98,08%), Minas Gerais (97,93%), São Paulo Interior (97,85%), Pernambuco (97,81%) e Goiás (97,63%).

Fonte: Assessoria