Início Plantão Mundo Comissão de Turismo e Desporto da Câmara elogia preparação do Brasil para...

Comissão de Turismo e Desporto da Câmara elogia preparação do Brasil para Londres 2012

Qualidade da preparação dos atletas e reconhecimento ao trabalho do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) no planejamento e execução da operação de envio da delegação brasileira para os Jogos Olímpicos Londres 2012. Esta foi a síntese das manifestações de integrantes da Comissão de Turismo e Desporto da Câmara dos Deputados, após audiência pública realizada nesta quarta-feira, dia 4, em Brasília, na qual o COB apresentou todos os detalhes que antecedem a participação do Brasil na maior competição multiesportiva do mundo.

 

 

A apresentação do COB foi feita pelo presidente da entidade, Carlos Arthur Nuzman, e pelo superintendente executivo de esportes, Marcus Vinícius Freire. Também esteve presente o Chefe da Missão Brasileira em Londres 2012, Bernard Rajzman, medalhista de prata do vôlei em Los Angeles 1984.

 

O presidente Carlos Arthur Nuzman agradeceu a oportunidade de apresentar os preparativos do COB para os Jogos Olímpicos de Londres. “Fizemos um trabalho inédito de preparação para Londres, já com vistas aos Jogos Rio 2016. Hoje o mundo do esporte é reconhecido em seus países e talvez seja uma das indústrias mais pujantes da atualidade, com reflexos diretos na parte social e econômica. Estamos trabalhando para aperfeiçoar a preparação dos atletas e otimizando os investimentos. Porém, não devemos condicionar estes investimentos ao número de medalhas conquistadas. Países como a Austrália, Alemanha, Reino Unido e China aportam muito mais investimentos no esporte do que o Brasil. Portanto, essa equação não existe. Lembro que o Brasil foi o único país da História a conquistar a sede olímpica sem ter um Centro de Treinamento qualquer”, disse Nuzman. “Ficamos muito agradecidos pela oportunidade de apresentar o trabalho do COB à Comissão de Turismo e Desporto da Câmara. Aproveito para convidar os senhores deputados a realizar uma reunião da Comissão no Rio de Janeiro, quando terão a oportunidade de conhecer mais detalhes de todo o trabalho que vem sendo feito pelo COB”, completou o presidente do COB.

 

O presidente da Comissão, José Rocha (PR/BA), elogiou o trabalho desenvolvido pelo COB. “Parabéns pela apresentação e pela estrutura profissional apresentada pelo COB e, inclusive, pelo trabalho que já está sendo feito para 2016. É um orgulho para o país saber que o COB tem uma equipe afinada, qualificada, e que está realizando um grande trabalho. O valor investido pelo COB, em relação a outros países, é muito menor. Mas nem por isso o COB deixa de apresentar um trabalho de qualidade exemplar. Que esse trabalho seja aprimorado para 2016, a fim de fazermos bonito em nosso país”, disse José Rocha.

 

“Comparado a outros países, os recursos investidos no esporte no Brasil são muito menores. Ainda assim, o trabalho do COB é muito bom. Para Londres, já conseguimos fatos marcantes, como a classificação do basquete masculino, ausente desde os Jogos de 1996, além de outras classificações inéditas, como a equipe completa do judô, ginástica masculina, entre outras”, afirmou o primeiro vice-presidente da Comissão, Afonso Hamm (PP/RS).

 

 

Em Londres, o Brasil será representado por 259 atletas, sendo 136 homens e 123 mulheres, em 32 modalidades. A primeira meta do COB, que era classificar em torno de 250 atletas, já foi atingida. As outras são obter maior número de finais olímpicas (em Pequim foram 41), conquistar cerca de 15 medalhas, número próximo ao de Pequim 2008 .

 

Na caminhada para Londres 2012 o Brasil conseguiu alguns fatos marcantes no processo de classificação, como o retorno do basquete masculino aos Jogos (a última participação olímpica aconteceu em Atlanta 1996); a classificação recorde de dez pugilistas, sendo três atletas femininas nas três categorias em disputa; a classificação inédita de todas as 14 categorias do judô; a classificação de duas equipes completas no tênis de mesa; e a de três atletas da ginástica artística masculina, entre outros.

 

Para Londres 2012 a preparação de atletas e equipes foi realizada a partir de um trabalho conjunto entre o COB e as Confederações. De acordo com o planejamento e o investimento executado, os atletas contarão com o melhor serviço já oferecido pelo COB dentro e fora da Vila Olímpica. Entre os serviços destaque para a excelência no atendimento técnico e médico, aplicação das Ciência do Esporte na fase anterior e durante os Jogos, instalações próprias para treinamento exclusivo do Brasil e aclimatação em Londres e em vários locais da Europa.

 

Na Vila Olímpica o Time Brasil ocupará os edifícios N 14 A, B e D, em um total de 42 apartamentos, sendo 134 quartos duplos e 16 singles. A Vila abrirá no dia 16 de julho. Haverá estrutura de acomodação também nas sub sedes de Eton Dorney (Canoagem Velocidade e Remo), Weymouth (Vela) e Cardiff, Glashow, Newcastle, Manchester, Coventry (futebol).

 

O Time Brasil contará ainda com estrutura de apoio própria para algumas modalidades. É o caso do Hotel Ramada Excel (judô, taekwondo, boxe e lutas); Hotel Thistle Kensington Gardens (triatlo); Hotel Hilton Hyde Park (maratona aquatica); Strand Palace Hotel (vôlei de praia); St. Pauls Way Trust School (treinos do vôlei) e uma casa em Weymouth (vela).

 

Porém, a maior estrutura de treinamento e acomodação oferecida pelo Comitê Olímpico Brasileiro aos atletas brasileiros em Londres será o Centro Esportivo Crystal Palace. Localizado no Sul de Londres, o Crystal Palace será base do Time Brasil fora da Vila Olímpica, um local exclusivo de treinamento do Time Brasil antes e durante os Jogos Olímpicos Londres 2012. A base em Crystal Palace é uma inovação na história das missões brasileiras em Jogos Olímpicos e possibilitará que profissionais do Time Brasil, credenciados ou não, possam exercer suas funções e contribuir para o melhor desempenho dos atletas brasileiros. O CT abrirá no dia 16 de julho, com treinos da equipe de natação. Depois do inicio dos Jogos, o centro esportivo abrigará todos os membros da delegação brasileira não credenciada para a Vila Olímpica. São médicos, auxiliares técnicos, treinadores, fisioterapeutas, sparrings, membros do departamento de Ciência do Esporte, entre outros. As modalidades que treinarão no Crystal Palace serão atletismo, basquete, boxe, handebol, maratonas aquáticas, pentatlo moderno, natação, nado sincronizado, saltos ornamentais, taekwondo, vôlei de praia.

 

Outra inovação do Time Brasil, o COB levará para Londres 16 jovens atletas com potencial para disputar os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, quebrando o gelo para 2016. Esses atletas, que não estarão competindo, serão divididos em 3 grupos e ficarão cerca de cinco dias na capital inglesa. Ficarão hospedados no Crystal Palace e a rotina em Londres incluirá acompanhar os treinos e competições de sua modalidade, conhecer a Vila Olímpica, incluindo almoço, conhecer a Casa Brasil e ter contato com os jornalistas.

 

Fonte: Assessoria