Início Destaque Conheça a doença cardíaca que mais afeta as mulheres no Brasil e saiba como se...

Conheça a doença cardíaca que mais afeta as mulheres no Brasil e saiba como se prevenir!

Segundo dados mais recentes publicados pela Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), a Doença isquêmica do coração é a maior causa de mortes entre mulheres no Brasil. O maior número de vítimas está na faixa etária de 35 a 54 anos de idade. A doença é o resultado de um estilo de vida ruim associado a falta de checkup.
O meio artístico também já perdeu grandes cantoras e atrizes para as doenças cardíacas. Carmem Miranda, Gal Costa, Cássia Eller, Elizângela e Léa Garcia, são algumas das vítimas que entraram nas estatísticas.
O Especialista em Medicina Nuclear da Clínica Villela Pedras, Felipe Villela Pedras, afirma que a Medicina Nuclear é uma ferramenta valiosa no diagnóstico de doenças cardiovasculares.
“Check-ups regulares sob orientação médica são essenciais para a prevenção e o diagnóstico precoce de condições cardíacas. Através de exames periódicos, é possível identificar e tratar fatores de risco. Adotar um estilo de vida saudável e monitorar a saúde do coração regularmente são as melhores estratégias para manter doenças cardiovasculares sob controle”, afirma o especialista.
Segundo Dr. Felipe, alguns exames permitem estudar o funcionamento cardíaco, como a cintilografia de perfusão miocárdica (CPM), a tomografia por emissão de pósitrons (PET) e a ventriculografia radioisotópica. Assim, através de um exame não invasivo, de fácil acesso e realização, é possível planejar uma intervenção médica que evitará danos permanentes ao coração.
O médico ressalta ainda a importância de se estar atento aos principais “vilões” que ameaçam a saúde do coração,  como  alimentação inadequada,  sedentarismo, tabagismo, consumo excessivo de álcool, estresse crônico, descuido com a saúde mental, privação de sono e a falta de acompanhamento médico regular. Estes fatores podem aumentar significativamente o risco de doenças cardiovasculares e outros problemas de saúde.