Início Plantão Barra Crítica do filme: ‘O Terceiro Assassinato’

Crítica do filme: ‘O Terceiro Assassinato’

 

Por Graça Paes, RJ  (Agência Zapp News)

 

 

Com direção e roteiro de Hirokazu Kore-eda, música de Ludovico Einaudi, muitas indicações e vários prêmios, o longa O Terceiro Assassinato (Sandome no Satsujin (Original) está nas telonas do Brasil. Vale ressaltar que boa parte deste sucesso, além é claro da direção brilhante e do roteiro sensacional, vai para o trabalho dos atores Masaharu Fukuyama e Kōji Yakusho. O elenco ainda conta com Shinnosuke Mitsushima,  Suzu Hirose e Yuki Saito.

 

Com uma belíssima fotografia e embalado numa trilha sonora marcante, o suspense, O Terceiro Assassinato nos mostra Shigemori (Masaharu Fukuyama)  um advogado de elite que é obrigado a defender o caso de assassinato de Mikuma (Koji Yakusho). Mikuma não é mais réu primário, ele tem um registro criminal de um assassinato praticado há 30 anos. E, desta vez, ele confessa ter cometido mais um homicídio e está prestes a enfrentar uma sentença de pena de morte.

 


 

Um fato bem peculiar é de que o réu, no passado, em seu primeiro crime de assassinato, foi julgado.  por um juiz, que vem a ser o pai de seu atual advogado, Masaharu, e este chega a questionar o pai porque há 30 anos, o criminoso não foi condenado a pena de morte, o que não o teria levado a cometer outro crime, mas com o passar do tempo, os diálogos com o cliente, e a convivência, ele também passa a mudar seu olhar sobre o réu. E, em suas investigações, que antecedem o julgamento, Shigemori, o advogado, começa a ter dúvidas sobre a real culpa de Mikuma. Um  réu, até então confesso, que durante as investigações muda sua versão do crime. Só que este fato, para alguns, começa a parecer uma farsa. Envolvido com a história do cliente, o advogado começa a investigar o caso por conta própria, em busca de evitar a condenação à morte de Mikuma (Koji Yakusho).Durante suas buscas, Shigemori encontra Sakie Yamanaka (Suzu Hirose), uma jovem, com dificuldades para andar, que ajuda a mudar parte do rumo dessa história. 

 

 

O filme retrata o período de reclusão, antes do julgamento, de Mikuma (Koji Yakusho) com excelentes diálogos entre ele e o advogado Shigemori (Masaharu Fukuyama). Momentos de flashback sobre ações que envolvem o assassinato e de lembranças. Parte do filme se passa num tribunal, mas não é maçante, pelo contrário, são cenas fortes e decisivas para o desfecho do longa.

 

 

O Terceiro Assassinato é um filme surpreendente. O início nos dá uma quase certeza quanto a culpabilidade do réu, mas no decorrer da história, o filme provoca, questiona, esclarece e muda completamente o seu desfecho. O longa nos leva a muitas reflexões, entre elas, o amor, a amizade, a família e o relacionamento entre pais e filhos. Certamente, após assistir este longa, você repensará seu olhar sobre o outro.

 

 

Bom, falamos de um assassinato há 30 anos, um assassinato recente, e como ocorre o terceiro assassinato? Esta resposta você só vai obter assistindo o filme. A Agência Zapp News já conferiu e nossa nota é 10.