Início Plantão Barra Desorganização no Alistamento Militar em Jpa

Desorganização no Alistamento Militar em Jpa

Adolescentes passam a noite expostos nas calçadas

 

O que seria um dever normal de cidadão tira literalmente o sono de jovens e de pais, o alistamento militar na região de Jacarepaguá.  A região administrativa do bairro abre às 8h da manhã, mas para que os rapazes possam conseguir passar pela primeira fase do alistamento, eles necessitam chegar ao local às 2h da manhã, pois poucas senhas são distribuídas por dia. Por horas,  os jovens ficam expostos a própria sorte nas calçadas, alguns até dormem pelo chão, para concluir com sucesso essa responsabilidade.

 

Alguns pais e mães acompanham os filhos nesta etapa, o que geralmente é motivo de chacota e brincadeirinhas dos presentes,  mas a principal questão é preocupação com a segurança, já que não existe policiamento destacado para o  local, com este fim, e para coibir qualquer ação ousada de bandidos.

Lenita Milesi, mãe de Alan, retornou ao local pela segunda vez. Na primeira ela e o filho chegaram às 4h da manhã e não conseguiram a senha, na madrugada desta quarta, ela chegou ao local, às 2h e já haviam 10 pessoas na sua frente. “Eu fico com medo e acho isso um absurdo. Tive que vir de taxi, pois neste horário, onde eu moro na Taquara, não tem mais ônibus circulando para cá” – informou ela a nossa equipe.

Quatro amigos que estão prestes a completar 18 anos decidiram ir juntos para o local, mas chegaram ao posto às 4h30min, onde já haviam mais de 70 pessoas. Eles decidiram esperar, mas não conseguiram as senhas. Orientados por um dos funcionários vão retornar na próxima semana, pois nesta ainda existe um feriado na sexta.  A mãe de um deles, que não quis se identificar, se mostrou inconformada de deixar os rapazes ali expostos na madrugada. “Eu não entendo, hoje em dia em que tudo está informatizado, essa vinda aqui, já que é obrigatória, poderia ser facilitada e agendada pela internet. Eu não me conformo de ver estes jovens, alguns dormindo pelo chão, outros ouvindo músicas por celulares e iphones expostos em calçadas, podendo ser assaltados a qualquer instante, não há policiamento aqui. Vocês tem que expor isso, pois as autoridades precisam rever esse processo” – declarou ela a nossa equipe.

Fonte: Plantão Barra: Graça Paes