Início Plantão Brasil Diário Carioca” é tema de lançamento e de debate na Biblioteca Nacional

Diário Carioca” é tema de lançamento e de debate na Biblioteca Nacional

 
A Fundação Biblioteca Nacional convida a todos para o lançamento de “Diário Carioca – o jornal que mudou a imprensa brasileira”. O evento acontece no próximo dia 18, a partir das 16h, no Auditório Machado de Assis da Biblioteca Nacional. Na ocasião, uma mesa reúne ex-jornalistas e outras personalidades para recordar a importância do jornal.

 
Ana Arruda, Ferreira Gullar, Gilson Campos e Murilo Melo Filho participam de um debate sobre o legado do Diário. O livro de Cecília Costa conta a trajetória de um dos mais relevantes jornais do país. Fundado em 17 de julho de 1928 por José Eduardo de Macedo Soares como um pequeno órgão da imprensa, o Diário Carioca transformou-se num jornal moderno de circulação nacional em 43 anos de existência. Suas edições contaram com colaboradores como Carlos Drummond de Andrade e Manuel Bandeira.
 

Arruda, Gullar e Campos foram funcionários do DC. Uma curiosidade na carreira do fotógrafo Gilson Campos é a foto que ele tirou de Carlos Lacerda com o pé ferido, oriundo da tentativa de assassinato ocorrido na madrugada do dia 5 de agosto de 1954, em frente a sua casa na Rua Toneleros. Outro nome ilustre do periódico é o do cronista Janio de Freitas, que iniciou sua vida jornalística nas páginas do Diário Carioca.

 
Criador do 1º manual de estilo do jornalismo brasileiro, o Diário trouxe para o país a moderna técnica do lide, que tornou a abertura das reportagens enxuta e objetiva. O jornal desenvolveu um novo jeito de informar, com destaque para títulos sem verbos e com siglas, além da cobertura de um mesmo assunto por vários dias seguidos (a chamada suíte). As mudanças, que representaram uma revolução para a imprensa da época, são narradas num estilo apaixonado – resultante de pesquisa minuciosa e diversas entrevistas – na obra de Maria Cecília Costa Junqueira.
 

Mestre em Literatura Brasileira pela UFRJ, a autora atuou em redações por 28 anos, tendo trabalhado no Jornal do Brasil, O Globo e Gazeta Mercantil. Vice-presidente do Pen Clube do Brasil, ela é editora assistente da Revista do Livro da Biblioteca Nacional. “Diário Carioca – o jornal que mudou a imprensa brasileira” é o nono volume da coleção Cadernos da Biblioteca Nacional.

 
A série reúne grandes títulos em volume de pequeno porte, visando alcançar o público em geral. Sua meta é divulgar importantes autores da cultura brasileira em diversos campos do conhecimento. Apresentados por especialistas, estes pequenos grandes livros constituem uma importante contribuição da Fundação Biblioteca Nacional para o desenvolvimento cultural do país.

 
Diário Carioca – o jornal que mudou a imprensa brasileira
Data: 18 de maio
Local: Auditório Machado de Assis, na Biblioteca Nacional
Endereço: Rua México, s/ nº – Centro – Rio de Janeiro-RJ – acesso pelo jardim
Horário: 16h às 19h
Entrada Franca