Início Plantão Barra Discutindo soluções para os problemas da Barra

Discutindo soluções para os problemas da Barra

Na tarde de quinta-feira, 6/5, na reunião entre o Subprefeito da Barra da Tijuca e Jacarepaguá, Tiago Mohamed, e o presidente da Associação de Imprensa da Barra da Tijuca (AIB), Manuel Lopes, foram apresentadas propostas de soluções para os problemas da Barra da Tijuca. As ideias foram discutidas anteriormente com as lideranças sociais do bairro, em encontro na AIB.

Entre as diversas ações que a Prefeitura está realizando no momento, Mohamed destacou as dragagens do Canal do Rio Morto, Cascalho, Portelo, Taxas, Lagoinha, Rios Pavuninha e Guerenguê, Arroios Pavuna, Fundo e Grande e Rio das Pedras. “Estamos realizando muitas obras na área de Jacarepaguá, pavimentando e colocando manilhas em ruas que sequer existiam”, comenta o subprefeito.

Foram citadas ainda as obras de duplicação da Estrada dos Bandeirantes, iniciadas em maio e a operação Asfalto Liso. As obras da Cidade da Música, que tem previsão de conclusão no início de 2011, foram retomadas pela Prefeitura, que também está concluindo o projeto da Transcarioca. Também chamado T5, o BRT (Bus Rapid Transit) é um corredor expresso para ônibus articulados que ligará a Penha à Barra da Tijuca, em vias exclusivas.

Mohamed relatou a recente contratação dos operadores de trânsito pela CET-Rio, que irão operar na Avenida Armando Lombardi, local de entrada e saída da Barra, e demais pontos críticos do bairro. Ele comentou ainda que, por determinação do prefeito Eduardo Paes, toda obra de urbanização das ruas inclui construção de ciclovia, para que no futuro próximo todas possam ser interligadas. Ainda na questão da melhoria do trânsito, foi apontada como alternativa a implantação de um Centro de Controle Operacional (CCO), antigo Controle de Tráfego por Área (CTA), para facilitar o estudo e aplicação das operações com os sinais de trânsito. A proposta está em andamento.

A Subprefeitura convocou a imprensa a participar de campanha educativa em prol do fim das esmolas nos sinais de trânsito, a ser lançada brevemente. Ela pediu também que os cidadãos participem, denunciem e ajudem à subprefeitura a resolver as questões do bairro. “É impossível estar em todos os lugares ao mesmo tempo. Somente por meio da colaboração de todos é que iremos solucionar os problemas do bairro”, conclui.

Fonte: Margareth Santos