Início Plantão Barra Entrevista com Castrinho

Entrevista com Castrinho

Atual presidente do 31ª Conselho Comunitário de Segurança, o ator Castrinho conversou com o Portal AIB e revelou suas expectativas com relação às questões referentes à segurança pública na região. O líder comunitário também fez um resumo das conquistas conseguidas por sua direção desde que assumiu o comando do conselho no ano passado.

O que mudou no 31º CCS desde que você assumiu a presidência?

– Acho que tivemos algumas mudanças importantes neste período. Entre elas, a maior organização e objetividade nos cafés comunitários, um aumento na freqüência inclusive com a entrada de novos membros efetivos, maior credibilidade no 31ª CCS por algumas posições e vitórias que obtivemos e principalmente por formarmos uma diretoria coesa e com vontade de acertar.

Você conseguiu implantar o novo sistema de presença nas reuniões do 31º CCS?

– Foi uma das nossas medidas para melhor organizar as reuniões.

Qual o principal desafio enfrentado pela sua gestão?

– São vários como: lutar por um maior efetivo do 31º BPM e a construção da 42ª DP do Recreio. Com isso poderiam combater o maior de todos os problemas, a falta de segurança que estamos vivendo, inclusive com a vinda de bandidos de outras favelas que estão sendo sufocadas pela polícia.

Como ficou a questão das câmeras de segurança? Várias tentativas ocorreram, inclusive com a iniciativa privada. Nenhuma vingou? O que será feito? Houve algum contato com o secretário Beltrame para tratar do assunto?

– Ainda estão sendo discutidas. Estamos esperando um projeto da câmara dos deputados e dos vereadores no sentido de obrigar os bancos e o comércio, de uma maneira em geral , a colocar câmeras em suas lojas viradas para rua. Existe uma promessa do secretário de segurança que estaremos cobrando na próxima segunda-feira. O objetivo é colocar um número razoável de câmeras na Barra e Recreio , e também da prefeitura, através do secretário Pedro Paulo, da Casa Civil.

 A Delegacia Legal do Recreio sairá finalmente do papel?

– Segundo o mesmo secretário chefe da Casa Civil, Pedro Paulo, a prefeitura já tem o levantamento do custo da 42ª DP e vai construí-la.

O que o 31º CCS fará para tentar acabar com as queixas dos moradores do Recreio sobre as ondas de assaltos que estão ocorrendo naquele bairro?

– O que vem fazendo, ouvindo todas elas e repassando as mesmas para as autoridades, acompanhando as providências e cobrando quando necessário.

Que mensagem você deixa para os moradores da Barra e Recreio, membros efetivos ou não do 31º CCS?

– Queria agradecer a oportunidade da entrevista, agradecer aqueles que frequentam e acreditam na nossa diretoria e, agradecer em particular a Associação de Moradores do Recreio (Amor), por ter cedido um espaço para a instalação da sede do 31º CCS, sendo que esta é, sem dúvida, mais uma vitoria do nosso conselho.

Por Eduardo Tavares

Fonte: CCS