Início Plantão Rio Escola João Luiz Alves ganha módulo de internação provisória para menores

Escola João Luiz Alves ganha módulo de internação provisória para menores

O Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase) inaugurou, nesta segunda-feira (04), o novo módulo de internação provisória da Escola João Luiz Alves, na Ilha do Governador, com capacidade para abrigar até 21 adolescentes.

 

A cerimônia contou com a presença do diretor-geral do Degase, Alexandre Azevedo, e do presidente da Empresa de Obras Públicas do Estado (Emop), Ícaro Moreno Júnior. Também estiveram presentes o promotor de Justiça, Afonso Henrique Lemos; a coordenadora do Centro de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cdedica), Vanessa Gaio; e a presidente do Rio Solidário, Daniela Pedras.

O novo espaço possui sete alojamentos e pode receber adolescentes entre 12 e 16 anos. Além disso, conta com uma sala para atendimento técnico, uma sala para agentes, um solário e um espaço de conveniência, destinado à prática de atividades lúdicas.

Segundo o diretor da escola, Marcus Vinícius Poubell, a construção da nova unidade seguiu a nova lei instituída pelo Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase), que determinou uma nova política de atendimento aos adolescentes em conflito com a lei.

Para Alexandre Azevedo, a inauguração representa uma descentralização extremamente importante dos módulos de internação.

– Com a inauguração deste módulo de internação provisória, assim como de outros que estão para ser inaugurados, os meninos poderão cumprir todo o regime de internação na mesma região, o que é melhor para eles e para as famílias. Isso permitirá que ele possa ser acompanhado pela mesma equipe do início ao fim.

O diretor-geral do Degase também destacou o conforto dos alojamentos.

– Este novo espaço mostra que o local de internação dos menores em conflito com a lei pode e deve ser bonito e arejado, além de oferecer conforto a esses adolescentes.

 

Fonte: Governo do Rio