Início Plantão Rio Escola Maria Olenewa celebra 85 anos com espetáculo gratuito

Escola Maria Olenewa celebra 85 anos com espetáculo gratuito

 

O aniversário de 85 anos da Escola Estadual de Dança Maria Olenewa foi comemorado no sábado (28/4), com apresentação gratuita de balé clássico nas escadarias do Theatro Municipal. O espetáculo comemorativo, que também contou com danças populares como a Polka e a Tarantela, reuniu alunos entre oito e 18 anos.

 

 

As irmãs Helena e Laura Procaci, de 11 e 12 anos, vieram de Vargem Grande para assistir as amigas, Tábata Sales e Júlia Migon, integrantes da escola.

 

 

– Nunca vimos um espetáculo de balé. Estamos super felizes com a chance de ver algo tão lindo – disse Laura.

 

A aluna Lorena Nery Sereno, oito anos, recém chegada à escola, era só entusiasmo. Moradora de Senador Camará, assistia ao espetáculo acompanhada da mãe Hildenice e da avó Cleidenaura.

 

 

– Acho muito interessante a iniciativa do governo de promover espetáculos gratuitos, principalmente porque Lorena, apesar de estar há poucos meses na Escola de Dança, já sonha em ser bailarina – afirmou Hildenice, orgulhosa da filha.

 

 

Visivelmente emocionada, a diretora da escola, Maria Luisa Noronha, homenageou três ex-bailarinas da instituição, que foram chamadas ao palco e ovacionadas pelo público presente, além de Lydia Costalat, diretora da escola por 16 anos.

 

 

– Vejo em cada rosto de alunos e ex-alunos, o sonho da bailarina russa Maria Olenewa se realizar aqui nesta apresentação – disse Maria Luisa.

 

A apresentação contou com o número Fantasia Brasileira, com música do pianista e regente norte-americano Louis Moreau Gottschalk (1829-1869), e referências ao Hino Nacional Brasileiro. As graciosas alunas com seus tutus brancos (saia de tule) e adereços verde e amarelo no coque do cabelo encantaram a plateia.

 

 

Já os alunos mais avançados dançaram a Abertura e Adágio de Don Quixote. O ponto alto foi a adaptação de O Sonho, também baseada na obra clássica do escritor espanhol Miguel de Cervantes.

 

 

Atualmente , a escola conta com 230 alunos, com idades entre oito e 18 anos. Nestas oito décadas de existência, passaram por suas salas Roberta Marques, primeira bailarina do Royal Ballet de Londres, Márcia Haydée, ex-diretora e ex-primeira bailarina do Ballet de Stutgart, da Alemanha, Nora Esteves, primeira bailarina do Theatro Municipal, entre muitos outros.

 

A escola e a bailarina russa

A Escola de Dança Maria Olenewa, pertencente ao Theatro Municipal, foi o resultado do esforço da bailarina russa Maria Olenewa, que nasceu em Moscou, em 1896. Começou a estudar ballet ainda menina na Academia de Dança Malinowa, em Moscou. Fugidos da revolução bolchevique, seus pais foram para Paris onde deu continuidade aos seus estudos com Lidia Nelidova e Alexander Domadof. Depois, ingressou na Companhia de Anna Pavlova onde se tornou primeira bailarina. Veio ao Brasil em turnês, mas foi em Buenos Aires que Maria Olenewa teve seu talento reconhecido. Em 1926 mudou-se para o Brasil e um ano depois fundou junto ao crítico teatral Mário Nunes a escola de Danças Clássicas do Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Foi a primeira escola profissionalizante do país e graças à escola uma geração pioneira de bailarinos foi formada, tornando possível a criação do Corpo de Baile do Theatro Municipal, em 1936.

 

Fonte: Governo do Rio