Início JMJ Esquema especial reforça efetivo de segurança na JMJ

Esquema especial reforça efetivo de segurança na JMJ

A Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que acontece de 23 a 28 deste mês, contará com um esquema de segurança especial, considerado a mais complexa operação policial da história do Rio de Janeiro. No período, haverá um reforço de cerca de 7 mil policiais civis e militares, que vão se somar ao efetivo ordinário da Região Metropolitana.

 

 

Para aumentar a segurança durante o evento, que estima reunir aproximadamente 2 milhões de pessoas, policiais civis e militares receberão a contrapartida financeira do (RAS) Regime Adicional de Serviço, que remunera servidores que trabalham em jornadas extraordinárias de serviço. No período, haverá deslocamentos de peregrinos de diversas nacionalidades e de outros estados do Brasil pelos locais de eventos culturais e religiosos.

 

“O contexto de grande movimentação de público impactará toda a Região Metropolitana, por isso o reforço. A JMJ pode se equiparar aos Jogos Olímpicos em termos de complexidade”, disse o subsecretário extraordinário de Grandes Eventos da Secretaria de Segurança, Roberto Alzir.

 

O planejamento geral da segurança, coordenado pelo governo federal, começou há quase um ano, com as reuniões da Comissão Estadual de Segurança para Grandes Eventos. Os encontros contaram com a participação das forças de segurança e de defesa, do Ministério da Justiça, da Polícia Federal e do Comitê Organizador Local da JMJ. Já a preparação das polícias contou com cursos ministrados por agentes de outros países.

 

Governo do Estado