Início Plantão Rio Estado e Fundação Xuxa promove ação de prevenção à hanseníase

Estado e Fundação Xuxa promove ação de prevenção à hanseníase

 

O RIOSOLIDARIO – Obra Social do Rio de Janeiroe a Fundação Xuxa Meneghelrealizam, a partir desta terça-feira(24/4), em Pedra de Guaratiba, na Zona Oeste do Rio, uma ação de prevenção à hanseníase. O objetivo é a identificação de possíveis casos da doença e encaminhamento imediato dos pacientes ao tratamento, para evitar sequelas. A Carretinha da Saúde ficará no bairro até o dia 25 de abril.

 

 

A atividade também irá contribuir para o enfretamento do preconceito que ainda envolve a doença. Parte do programa Rio Sem Hanseníase, a iniciativa é uma parceria com o Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (Morhan), a Secretaria estadual de Saúde e as secretarias municipais de Saúde.

 

– O diagnóstico precoce é fundamental para que o tratamento, gratuito e disponível no SUS (Sistema Único de Saúde), seja realizado com sucesso, evitando a transmissão da doença para outras pessoas e a ocorrência de sequelas – afirmou o coordenador nacional do Morhan, Artur Custódio.

 

Segundo Custódio, a informação é a melhor estratégia para reduzir a incidência da hanseníase na população brasileira e combater o preconceito que ainda envolve a doença.

 

– Apesar de a hanseníase ter elevados índices de cura, o Brasil ainda é o primeiro País no ranking mundial de prevalência da doença. Esta triste realidade é fortemente influenciada pelo preconceito, que afasta pacientes do diagnóstico e das unidades de saúde. Por isso, ações como essa são fundamentais – disse.

 

A Carretinha da Saúde é uma unidade móvel adaptada, com três ambulatórios, sala de espera, acolhimento climatizada, recursos multimídia e elevador para pessoas com necessidades especiais. Além de realizar o diagnóstico da hanseníase e difundir informações sobre a doença, o equipamento promove ações culturais para prevenção da saúde.

Hanseníase no Brasil

De acordo com o Ministério da Saúde, 30 mil novos casos de hanseníase foram identificados no País em 2011 – o que significa uma redução de 15% em relação ao ano anterior. Entre menores de 15 anos, a redução foi de 11%. Apesar do avanço, a eliminação da hanseníase ainda permanece como um desafio à saúde pública brasileira. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que o coeficiente de prevalência da doença corresponda a menos de um caso por cada 100 mil habitantes – segundo o Ministério da Saúde, em 2011 o Brasil registrou o coeficiente de 15,88 casos novos por 100 mil habitantes.

Serviço:

Carretinha da Saúde na Fundação Xuxa Meneghel

Dias: 24 e 25 de abril, das 10h às 17h

Endereço: Rua Belchior da Fonseca, 1.025 – Pedra de Guaratiba

 

Fonte: Agência Brasil