Início Plantão Rio Estado premia policiais que se destacaram na redução de crimes

Estado premia policiais que se destacaram na redução de crimes

O Governo do Rio de Janeiro premia, nesta terça-feira (10/04), cerca de 9 mil policiais que, no segundo semestre de 2011, foram responsáveis pela queda significativa dos três indicadores estratégicos de criminalidade no Estado: Letalidade Violenta (que compreende Homicídio Doloso, Auto de Resistência, Latrocínio e Lesão Corporal seguida de Morte), Roubo de Veículo e Roubo de Rua (que inclui Roubo a Transeunte, Roubo de Celular e Roubo em Coletivo). O valor total das gratificações pagas aos policiais civis e militares chega a R$ 40,5 milhões. A cerimônia de premiação do Sistema Integrado de Metas (SIM) da Secretaria de Segurança acontecerá no Teatro João Caetano, no centro do Rio, às 15h, com a presença do governador Sérgio Cabral e do secretário de Segurança, José Mariano Beltrame.

 

 

A premiação é dividida em três níveis: para as Regiões Integradas de Segurança Pública (RISP), para as Áreas Integradas de Segurança Pública (AISP) e para as unidades especializadas.

 

No nível das Regiões Integradas, a primeira colocada no programa de redução de metas de criminalidade do Estado foi a 1ª RISP, que é responsável pela segurança na capital e é integrada pelo 1º Comando de Policiamento de Área (CPA) e pelo 1º Departamento de Polícia de Área (DPA). Seus efetivos (incluindo pessoal administrativo) receberão, cada um, um prêmio de R$ 9 mil. Já os policiais da 7ª RISP (Região Serrana) ganharão prêmio de R$ 3 mil pelo cumprimento de sua meta. Na 7ª RISP, estão os efetivos do 7º CPA e do 7ª DPA.

 

Já no nível das Áreas Integradas, a AISP 16 foi a melhor classificada. Os policiais (inclusive aqueles atuando em serviços administrativos) do 16º BPM (Olaria) e das 22ª DP (Penha) e 38ª DP (Brás de Pina) receberão R$ 9 mil de prêmio cada um.

 

Na segunda colocação, ficou a AISP 38: os efetivos do 38º BPM (Três Rios) e na 107ª DP (Paraíba do Sul), 108ª DP (Três Rios) e 109ª DP (Sapucaia) receberão o bônus de R$ 6 mil.

 

 

Na terceira colocação ficou a AISP 6, que compreende o 6º BPM (Tijuca) e na 19ª DP (Tijuca) e 20ª DP (Vila Isabel). O bônus para a AISP 6 será de R$ 4,5 mil.

 

No quesito unidades especializadas, os dois primeiros colocados de cada uma das instituições receberão as seguintes gratificações:

POLÍCIA MILITAR

1º Colocado: Batalhão de Operações Especiais (Bope) com R$ 9 mil.

2º Colocado: Batalhão de Choque (BPChoque) com R$ 6 mil.

POLÍCIA CIVIL

1º Colocado: Corregedoria Interna da Polícia Civil com R$ 9 mil.

2º Colocado: Divisão de Homicídios (DH) com R$ 6 mil.

Todas as Áreas de Segurança Pública (AISPS) que cumpriram as metas dos índices considerados estratégicos pela Secretaria de Segurança receberão gratificações no valor de R$ 3 mil. São elas:

AISP 3 – 3º BPM (Méier) e 23ª DP (Meier), 24ª DP (Piedade), 25ª DP (Engenho Novo), 26ª DP (Todos os Santos) e 44ª DP (Inhaúma).

AISP 4 – 4º BPM (São Cristóvão) e 6ª DP (Cidade Nova), 17ª DP (São Cristóvão), 18ª DP (Praça da Bandeira).

AISP 11 – 11º BPM (Nova Friburgo) e 151ª DP (Nova Friburgo), 152ª DP (Duas Barras), 153ª DP (Cantagalo), 154ª DP (Cordeiro), 156ª DP ( Santa Maria Madalena), 157ª (Trajano de Moraes) e 158ª DP (Bom Jardim).

AISP 17 – 17º BPM (Ilha do Governador) e 37ª DP (Ilha do Governador).

AISP 23 – 23º BPM (Leblon) e 14ª DP (Leblon) e 15ª DP (Gávea).

AISP 27 – 27º BPM (Santa Cruz) e 36ª DP (Santa Cruz) e 43ª DP (Guaratiba).

AISP 29 – 29º BPM (Itaperuna) e 138ª DP (Laje do Muriaé), 139ª DP (Porciúncula), 140ª DP (Natividade), 143ª DP (Itaperuna), 144ª DP (Bom Jesus do Itabapoana) e 148ª DP (Italva).

AISP 37 – 37º BPM (Resende) e 89ª DP (Resende), 99ª DP (Itatiaia), 100ª DP (Porto Real).

 

O evento também prestará uma homenagem aos que se destacaram por iniciativas na busca de melhores índices no Sistema de Metas e Acompanhamento de Resultados. Os homenageados demonstraram ter assimilado o espírito que norteia a metodologia implantada no combate à criminalidade no Estado do Rio de Janeiro, com ênfase na ação de integração entre as Polícias, ao criarem o Grupo Integrado de Análise e Operação Policial (GIAP). O Grupo é formado por integrantes dos Setores Operacionais das Polícias Civil e Militar, cujas atividades consistem em reuniões periódicas para monitorar os índices e determinar ações operacionais integradas de combate à criminalidade. Desta forma, é estabelecido um canal efetivo para o fluxo de informações e integração operacional entre as Unidades Policiais da 8ª AISP.

 

Fonte: Governo do Rio