Início Plantão Rio Estrada com asfalto borracha é berço de tecnologia sustentável

Estrada com asfalto borracha é berço de tecnologia sustentável

asfalto-de-borrachaPremiado internacionalmente por sua tecnologia sustentável, o asfalto borracha que reveste a rodovia RJ-122 foi produzido a partir de um processo pioneiro no Brasil: a incorporação local de pó de pneus descartados à massa asfáltica. A tecnologia demandou a construção de uma usina de asfalto às margens da estrada, que liga os municípios de Guapimirim e Cachoeiras de Macacu, berço do revestimento mais durável do que o padrão.

 

No local, também acontecem testes em laboratório para controlar a produção da massa asfáltica. Cerca de 450 mil pneus usados de carros e de caminhões foram empregados na pavimentação da rodovia, que abriu portas para a aplicação do asfalto borracha também na RJ-151, no trecho entre os distritos de Visconde de Mauá e Maringá, na Região Sul do estado.

 

As obras do DER (Departamento de Estradas de Rodagem) na segunda estrada fluminense a receber a tecnologia, que proporciona à população viagens mais seguras e silenciosas, estão previstas para serem concluídas até o fim do ano.

 

“As técnicas de produção e aplicação de asfalto borracha são aperfeiçoadas no Rio de Janeiro, que assumiu um papel pioneiro ao implantar este tipo de material nas rodovias estaduais. Esta tecnologia é um ganho para a população e para o meio ambiente, já que torna as estradas mais seguras e utiliza pneus que seriam incinerados ou abandonados em depósitos” afirmou o engenheiro do DER, Maurício de Souza, supervisor da obra na RJ-122.

 

Viscosidade elevada

 

O material inovador da rodovia é caracterizado por uma mistura de cimento asfáltico de petróleo com pneus moídos a uma elevada temperatura. A concentração de granulados de pneus gera um produto de viscosidade elevada, superior à dos asfaltos convencionais, e que produz um pavimento mais poroso e de maior aderência.

 

Governo do Rio