Início Plantão Rio Evento de testagem rápida alerta para a importância de detectar hepatites virais

Evento de testagem rápida alerta para a importância de detectar hepatites virais

A Secretaria de Saúde vai promover, nos dias 27, 28 e 29 de julho, um evento para testagem rápida dos vírus das hepatites B e C, na Praça São João, em Niterói. Das 9h às 16h, qualquer pessoa que passar pelo local poderá dedicar alguns minutos para checar se está contaminada por um desses dois tipos de vírus. O evento vai marcar o Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais e também servir de alerta para essas duas formas da doença, que causam inflamações no fígado e nem sempre apresentam sintomas. A doença pode causar cirrose, câncer e até mesmo provocar a morte. 

 

 

O exame é rápido e feito em uma pequena amostra de sangue. A pessoa não precisa fazer nenhum tipo de preparação prévia – como jejum, por exemplo – e caso o teste rápido dê positivo, ela é encaminhada para um novo teste no Laboratório Municipal. Se a doença for confirmada, o paciente é encaminhado para tratamento em unidade de saúde que vai inciar o tratamento. Toda a medicação é disponibilizada pelo SUS.

 

 

O secretário  de Saúde, Luiz Antônio Teixeira Júnior, afirma que o evento possibilita chamar a atenção para o problema das hepatites virais e destaca a importância do diagnóstico precoce da doença: – É importante que as pessoas busquem informações sobre o assunto. Por se tratar de doenças assintomáticas, muitas vezes essas formas de hepatite só são descobertas quando o paciente apresenta um estágio avançado da doença, com graves problemas hepáticos. Com o diagnóstico precoce, é possível iniciar rapidamente o tratamento e evitar esses problemas mais graves – disse.

 

 

Dados – No Estado do Rio de Janeiro, entre 2005 e 2015, foram confirmados 7.003 casos de hepatite B e outros 10.085 casos de Hepatite C. Esses números estão muito abaixo da estimativa da Organização Mundial de Saúde para uma população do tamanho da fluminense, o que também justifica a necessidade do alerta. – A subnotificação é um problema grave, os números estão muito abaixo da expectativa. Por ser uma doença muitas vezes assintomática, há muita gente que convive com o vírus e não sabe – alerta a coordenadora de Hepatites Virais da SES, Clarice Gdalevici.

 

 

Como saber se você está com hepatite viral – As hepatite B e C são infecções frequentemente assintomáticas, ou seja, não apresentam sintomas. A maioria das pessoas só descobre que tem (ou teve) hepatite B ou C depois de alguns anos, muitas vezes por acaso, através dos testes sorológicos para esses vírus. Apesar de assintomática em muitos dos casos, as hepatites B e C podem causar cansaço, dor no corpo, dor de estômago, olhos e pele amarelada ou urina escura. O doente deve procurar uma unidade de saúde e se submeter a um teste sanguíneo. Apenas o exame de sangue confirma estes dois tipos da doença.

 

 

Vacinação – Uma importante forma de prevenção contra a hepatite B é a vacinação. Ela já faz parte do calendário oficial e está disponível nos postos de vacinação. A imunização é dividida em três doses, a última sendo seis meses depois da primeira. Vale ressaltar que apenas o esquema vacinal completo é eficaz.

 

Como se proteger das hepatites virais:

– Coloque em prática o sexo seguro: use camisinha. O caminho mais seguro de prevenir a transmissão sexual de uma doença é usar preservativo.

– Nunca compartilhe objetos que podem conter sangue, inclusive lâminas de barbear, alicates de unha, escovas de dentes, pois são objetos de uso exclusivamente pessoal.

– Ao fazer tatuagem ou piercing, exija material esterilizado corretamente.

– Em caso de transfusão de sangue, assegure-se quanto à origem do produto hemoterápico e se foram realizados todos os testes sorológicos exigidos.

– Faça o teste de hepatite durante o pré-natal. O diagnóstico precoce possibilita prevenção e o tratamento do bebê, no caso da hepatite B, logo após o parto.

SERVIÇO: Campanha de Luta contra as Hepatites Virais 
QUANDO: dias 27, 28 e 29/07
HORÁRIO: 9h às 16h
ONDE: Praça São João, Niterói