Início Plantão Rio Fiscalizações de taxis serão sendo constantes

Fiscalizações de taxis serão sendo constantes

Em três meses, a Subsecretaria de Fiscalização de Transportes (SubF), junto à Secretaria Municipal de Transportes (SMTR), já fiscalizou um total de 1548 taxis, em diversos locais do Rio de Janeiro. Destes, 332 foram penalizados por apresentarem irregularidades previstas no Código de Trânsito Brasileiro ou no Código Disciplinar da Modalidade de Transporte. Neste período, taxis "piratas" também foram apreendidos pela SubF e encaminhados à Delegacia Circunscricional.
 
Segundo o Coronel PM Eduardo Frederico, “as fiscalizações desta modalidade de transporte continuarão sendo constantes e diárias, em bairros diversos da cidade, com o objetivo de coibir a prática irregular e prestação abusiva deste serviço à população”.
 
O subsecretário alerta que estão autorizados a cobrarem tarifas antecipadamente (sem usar o taxímetro) apenas os taxis, da Categoria Convencional, que saem do Terminal Rodoviário Novo Rio e do Aeroporto Internacional Tom Jobim. Entretanto, todos eles ficam condicionados ao fiel cumprimento da tabela tarifária, que deverá permanecer exposta em local visível ao público, como também é de incumbência dos permissionários e seus auxiliares manterem um balcão próprio para a venda de bilhetes aos usuários do serviço (Resolução 1748 da SMTR, de 29 de janeiro de 2008).
 
Entre as possíveis irregularidades também estão: a falta de licenciamento, ou seja, não ter autorização junto à SMTR para circular com passageiros com fim remunerado (o que caracteriza que o taxi está em condição “pirata”), até o estado de má conservação dos veículos, que inclui ilegibilidade da placa, pneus carecas, carrocerias danificadas, Kits de gás vencidos, entre outros.
 
Através do Disque Transporte: 2286-8010, a SMTR mantém um canal aberto para que a população denuncie possíveis irregularidades e tire dúvidas.

Fonte: Secretaria Municipal de Transportes