Início Plantão Brasil Fortalecimento profissional do jornalista

Fortalecimento profissional do jornalista

O fortalecimento das Associações de Imprensa em rede integra estratégia central de programa de valorização profissional: meta central da FENAI

O impacto das novas tecnologias da informação foi um dos temas em destaque que permeou a maioria das palestras do 9º Ciclo de Conferências da Imprensa Brasileira e 14º Encontro Nacional de Associações de Imprensa – ENAI, realizados concomitantemente, em Poços de Caldas, nos dias 26 e 27 de março. Ficou evidenciado que é necessário articular ações de qualificação continuada, tanto dos jornalistas, quanto das empresas jornalísticas. Só assim será possível promover atualizações qualificadas a respeito dos novos ambientes multimídias e seus desdobramentos em toda a cadeia produtiva da industria da informação. A busca de mecanismos para promover a viabilização das publicações impressas, a qualidade da informação e a valorização do papel dos jornalistas, são desafios que a Federação Nacional da Imprensa – FENAI pontua como metas prioritárias.

A valorização e fortalecimento das Associações de Imprensa espalhadas no Brasil é um dos pontos estratégicos para garantir um trabalho integrado, ativando toda rede das Associações em torno da capacitação, empreendedorismo e inovação. Segundo o presidente da FENAI, J.H. de Oliveira Júnior, “uma das primeiras medidas resultantes do 14º ENAI é a formação de um grupo de trabalho para desenhar um Programa de Integração Multimídia das Associações de Imprensa – PRIMAI”. A proposta é justamente repercutir experiências bem sucedidas, a exemplo da Associação de Imprensa da Barra – AIB, que encontrou um modelo de valorização profissional e fortalecimento da atividade jornalística.  

“Além de compartilhar o modelo, o PRIMAI visa irradiar produtos, cursos e projetos em rede, visando o fortalecimento das Associações de Imprensa”, destaca Josué de Menezes, um dos coordenadores do grupo de trabalho, vice-presidente da Associação Campineira de Imprensa – ACI.

Segundo o presidente da AIB, Manuel Lopes, “este é o momento de apresentarmos soluções ágeis e dinâmicas, demonstrando a força do jornalismo de qualidade. Umas das competências mais valorizadas no mundo multimídia é a capacidade de síntese, valor que está no DNA dos jornalistas. Outro integrante do Grupo de Trabalho do PRIMAI é Roberto Perez, conceituado jornalista investigativo, atualmente editor-chefe da Agência Serra. O desafio é grande mas, à medida que o foco do projeto esteja bem definido, a rede já está pronta para valorizar a profissão do jornalista como uma das atividades alinhadas com as tendências do mundo multimídia. 

Fonte: FENAI