Início Plantão Brasil Grupo Pão de Açúcar compra arroz orgânico de assentados no RS

Grupo Pão de Açúcar compra arroz orgânico de assentados no RS

O Grupo Pão de Açúcar e a Cooperativa de Produção Agropecuária Nova Santa Rita Ltda. no Rio Grande do Sul (Coopan) assinaram, na terça-feira (19), no Rio de Janeiro, contrato de fornecimento de 15 toneladas de arroz orgânico. A iniciativa integra a parceria estabelecida entre o Plano Brasil Sem Miséria e a Associação Brasileira de Supermercados (Abras) para a comercialização dos produtos dos agricultores familiares.

 

 

Para o coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Milton Fornazieri, mais conhecido como Rascunho, a ação ressalta a importância do modo de produção diferenciado, agregando maior valor econômico ao nosso produto. O contrato vai beneficiar diretamente 30 famílias de cooperados, assentados pela reforma agrária no estado gaúcho. E a cadeia de beneficiamento do produto deve ampliar este número, já que a Coopan integra a Cooperativa Regional dos Assentados da Região de Porto Alegre (Cootap), que atualmente, segundo o MST, conta com 700 famílias assentadas.

 

 

Inicialmente, o arroz orgânico será comercializado nas lojas do grupo, na Região Centro-Oeste. Segundo o diretor de Relações Institucionais do Grupo Pão de Açúcar, Paulo Pompilio, é a primeira vez que o Pão de Açúcar compra um volume de alimentos nessa escala do MST. O alimento é produzido sem agrotóxicos, não utiliza adubos químicos e tem selo de qualidade atestado pela Certificadora Internacional Instituto de Mercado Ecológico. É embalado a vácuo pela própria cooperativa e será comercializado em pacotes de um quilo.

 

 

O ato também teve a participação da ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, do ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas, e do diretor da Coopan, Airton Rubenich.

 

 

Em julho de 2011, outra parceria entre governo federal, Abras e Grupo Pão de Açúcar beneficiou agricultores familiares de Alagoas, Bahia e Sergipe. Pelo acordo, produtos como farinha de mandioca, geleia de maracujá e suco de laranja começaram a ser oferecidos nas gôndolas da rede de supermercado. A medida foi a primeira ação de inclusão produtiva do Plano Brasil Sem Miséria.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa