Início Plantão Rio Identificação de pessoas sem digitais

Identificação de pessoas sem digitais

Pessoas portadoras de patologias que inviabilizem a coleta de impressões digitais serão eximidas dessa exigência para a expedição de documentos oficiais por órgãos públicos do estado do Rio.

É o que determina o projeto de lei 1.614/08, assinado pelo deputado Flavio Bolsonaro (PP), que a Assembleia Legislativa do Rio aprovou nesta terça-feira (23/03), em primeira discussão. A proposta estabelece que o Governo crie critérios para a identificação de pessoas nessas condições, que, segundo o autor, são prejudicadas pela inexistência de uma opção para elas. "Este é um projeto que apresentei a pedido de pessoas que sofrem de doenças como psoríase, que é uma doença de pele, que atrapalha a coleta das impressões digitais. E eles não conseguem tirar documento de identidade, não conseguem tirar carteira de trabalho.

Eles vão ao órgão de identificação e ouvem que devem voltar depois. Mas, às vezes, a pessoa fica o resto da vida sem ter impressão digital e não consegue tirar um documento de identidade", relata.

Fonte: Alerj