Início Plantão Rio Inea acompanha vazamento de óleo de navio inglês

Inea acompanha vazamento de óleo de navio inglês

Um incidente ocorrido nesta sexta-feira (31/07), durante o abastecimento de uma fragata da marinha de guerra da Inglaterra, atracada em frente ao Armazém 13 do Porto do Rio de Janeiro, provocou o vazamento de volume estimado em 200 litros de óleo diesel marítimo na Baía de Guanabara. Técnicos do Serviço de Operação de Emergência Ambiental (Sopea), do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), órgão executivo da Secretaria do Ambiente, estão no local.
 
O vazamento ocorreu por volta das 17h, em razão de uma falha na válvula de abastecimento de boreste do navio HMS Clyde. A superintendência de meio ambiente da Companhia Docas do Rio de Janeiro providenciou o cerco imediato do local com barrreiras de absorção e acionou a equipe do Inea. O agente protetor da embarcação da empresa Oceanus também já está no local. As equipes estão providenciando o isolamento em torno do navio com barreiras de contenção.
 
Neste sábado (01/8), pela manhã, uma vistoria conjunta do Inea, da Superintendência de Meio Ambiente da Companhia Docas e do agente da Oceanus avaliará os impactos ambientais provocados pelo vazamento e definirá as medidas que deverão ser tomadas para minimizar seus efeitos. Como o navio é de bandeira estrangeira, a responsabilidade pela aplicação das devidas penalidades é do 1º Distrito Naval da Marinha Brasileira.

Fonte: Inea