Início Plantão Rio Instituto do Cérebro terá internação terapêutica para crianças

Instituto do Cérebro terá internação terapêutica para crianças

Reconhecida pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como uma das principais terapias alternativas para a cura de doenças, a cromoterapia é a grande novidade dos leitos de UTI pediátricos do novo Instituto Estadual do Cérebro Paulo Niemeyer. A unidade começa hoje a atender, no centro do Rio, os primeiros pacientes encaminhados pelos municípios para realização de neurocirurgia.

 

 

 

Os quatro leitos individuais de UTI infantil receberam iluminação especial de LED colorida. O pequeno paciente poderá escolher qual a cor do seu quarto. Duas vezes ao dia, haverá ainda sessão de cromoterapia para ajudar na recuperação. Essa é a primeira unidade da rede pública a oferecer o recurso.

 

O Instituto Estadual do Cérebro ficará a cargo da equipe do renomado neurocirurgião Paulo Niemeyer Filho. O novo centro vai oferecer o que há de mais moderno no campo da neurocirurgia de alta complexidade, utilizando técnicas inéditas na rede pública, incluindo a possibilidade de confirmação da remoção de tumores via exame de ressonância magnética dentro do próprio centro cirúrgico, tratamento da epilepsia e UTI exclusiva do protocolo do AVC isquêmico.

 

São mais de 200 leitos entre internação, UTI e estabilização. A previsão é realizar de 8 a 10 cirurgias por dia. O projeto integral deve receber cerca de R$ 80 milhões em investimentos do Governo do Estado.
OMS aprova a técnica.

 

A cromoterapia é a prática da utilização das cores na cura de doenças. A técnica é utilizada pelo homem desde as antigas civilizações, com o objetivo de harmonizar o corpo, atuando do nível físico aos mais sutis.

 

O procedimento consta da relação das principais terapias alternativas ou complementares reconhecidas pela Organização Mundial da Saúde desde 1976, de acordo com a Conferência Internacional de Atendimentos Primários em Saúde, realizada no Cazaquistão.

 

Governo do Estado