Início Plantão Rio INVESTE RIO atende empreendedores

INVESTE RIO atende empreendedores

No próximo dia 3, uma equipe da INVESTE RIO vai ao município de Belford Roxo, na Baixada Fluminense, a fim de orientar empreendedores locais sobre como ter acesso às linhas de financiamento do Programa de Apoio Solidário (PAS). Cerca de 120 microempresários e pessoas físicas empreendedoras de atividades individuais da região já confirmaram presença na palestra que será proferida, na ocasião, por técnicos da agência estadual de fomento. O evento, que conta com o apoio da secretaria municipal de Desenvolvimento Econômico, acontece a partir das 9 horas no Espaço Cultural Fabel, que fica na Rua Virgilina Bicchieri, nº 19 – Centro de Belford Roxo.

O Programa de Apoio Solidário (PAS) foi criado para financiar empreendimentos situados em áreas declaradas de emergência e/ou calamidade pública que foram diretamente afetados pelas fortes chuvas que atingiram o estado recentemente. Trata-se de um programa de crédito itinerante em que a INVESTE RIO sai a campo com a missão de viabilizar empréstimos de forma simplificada e com juros abaixo do mercado. As linhas de crédito do PAS podem ser usadas na aquisição de máquinas, equipamentos, reconstruções de edificações comerciais, recomposição de capital de giro.
Para ter acesso às linhas do PAS, o empreendimento deve estar em dia com as certidões de INSS e FGTS, bem como não estar inscrito na Dívida Ativa Estadual e, no caso de pessoa física empreendedora de atividade produtiva, não constar em cadastros de inadimplentes.

Os empréstimos variam de R$ 5 mil a R$ 50 mil para pessoa jurídica e de R$ 500 a R$ 5 mil para pessoas física empreendedora de atividade produtiva. A taxa de juros é fixa igual ao valor da TJLP na data de assinatura do contrato, adicionado de 6% ao ano, para ambos os casos. Já o prazo total de pagamento é de 24 meses, sendo 12 meses de carência e 15 meses para amortização.

No ano passado, o PAS concedeu R$ 2,2 milhões a 78 micro e pequenos empreendedores em 11 municípios, principalmente no norte e noroeste do estado, que foram os mais atingidos pelas enchentes ocorridas no verão 2008/2009.

Fonte: Investe Rio