Início Plantão Rio Itaguaí ganhará Companhia Independente da PM

Itaguaí ganhará Companhia Independente da PM

O prédio da 2ª Regional Integrada de Segurança Pública (RISP), em Itaguaí, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, será reestruturado. O objetivo é transformar o edifício em uma Companhia Independente da Polícia Militar para atender à população do município. A informação foi divulgada pelo secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, durante visita à RISP, na semana passada. O Governo do Estado também pretende reforçar o efetivo na região e a aparelhagem física do prédio.

Enquanto a Companhia de Itaguaí está sendo planejada, os moradores da cidade serão atendidos pelos batalhões próximas à região. No encontro, Beltrame elogiou o funcionamento da Área Integrada de Segurança Pública (AISP). A ideia é que a segurança trabalhe através da análise de dados criminais. A partir de um registro via web, é possível realizar uma série de pesquisas, colocando o policiamento nas ruas, próximo a uma instituição financeira ou comercial. O efetivo é distribuído de acordo com a margem e a mancha criminal.

– As Áreas de Integração de Segurança Pública e seu modelo de mapeamento de índices de criminalidade não sofrerão alterações. Nessa nova estrutura, a RISP será uma instância superior que vai ser formada por um conjunto de AISPs. Uma AISP contempla a área de atuação de um batalhão de Polícia Militar, articulado com no mínimo duas ou no máximo seis delegacias policiais distritais. Na medida em que se diminui o índice de criminalidade, a sensação de insegurança da população deverá diminuir – observou o secretário.

Para aumentar o policiamento em Itaguaí e em todo o Estado, o Governo do Rio abrirá um concurso público para a Polícia Militar. Serão oferecidas quatro mil vagas. A secretaria está reestruturando as instituições de segurança pública e garantindo a formação de policiais. Beltrame assegurou que a realização de seleções públicas não vai parar, porque a polícia registra a perda de mais de mil homens entre aposentados e feridos.
 

Fonte: Governo Estado Rio