Início Cultura Jovem ator, Rudy Serrati, realiza o primeiro Festival de Cinema de São...

Jovem ator, Rudy Serrati, realiza o primeiro Festival de Cinema de São Bernardo do Campo

O evento acontece de 28 de novembro a 2 de dezembro

Por Marcos Maynart

Artista de teatro desde os 17 anos, Rudy migrou para o cinema e se apaixonou pela linguagem. “Trabalhei em equipes de direção de obras audiovisuais. Revisitando a minha essência e propósito, me reconectei com a história da minha cidade, terra em que nasci, onde resido e que possui uma riquíssima história cultural veiculada ao cinema. Um legado de grande relevo mundial pela Cia. Cinematográfica Vera Cruz, que teve sede aqui entre os anos de 1949 e 1954. Uma história importante, que, a meu ver, foi absolutamente esquecida”, destaca o gestor cultural.

Quando surgiu a ideia de fazer um festival de cinema em São Bernardo do Campo, onde há 74 anos foi fundada a companhia Cinematográfica Vera Cruz?
RUDY SERRATI: Há pelo menos sete anos comecei a desenvolver esse sonho de criar um festival de cinema em São Bernardo do Campo. Ele nasceu do ideal artístico de fazer algo que pudesse celebrar a memória do cinema brasileiro e da minha cidade natal, uma companhia com artistas grandiosos e que projetou o Brasil em escala mundial. Um legado com artistas e técnicos absolutamente importantes para a construção do que somos hoje, como Mazzaropi, Ruth de Souza, Eliane Laje, Tônia Carrero, Anselmo Duarte, Cacilda Becker, Procópio Ferreira e Adoniran Barbosa. E tantos outros igualmente valorosos do teatro, do cinema e da televisão surgiram, se revelaram e se projetaram a partir desta terra.

É verdade que o festival teve mais de 1080 inscrições? Então, está sendo um sucesso, não é?
RUDY SERRATI: Sim, com toda certeza. O festival nasce com um grande propósito de resgate e celebração da memória do cinema brasileiro em uma terra que guarda uma valiosa memória cultural da sétima arte nacional. Essa abrangência, quantidade e qualidade dos filmes, do norte ao sul do país, demonstra a confiabilidade e prestígio que esta terra tem no seu DNA. O festival abrirá uma enorme janela de exibição nacional, bem como premiará com grande valor cultural os jovens cineastas e os grandes fazedores de cinema brasileiros.

Quais os filmes selecionados de longas-metragens e longas documentários que estão concorrendo ao prêmio?
RUDY SERRATI: Foram escolhidos sete longas de ficção: Capitão Astúcia, de Filipe Gontijo; Ciclo, de Ian SBF; Horizonte, de Rafael Calomeni; Letícia, de Cristiano Vieira; Mais Pesado é o Céu, de Petrus Cariry; O Faixa Preta – A Verdadeira História de Fernando Tererê, de Caco Souza; e Tinnitus, de Gregorio Graziosi. E ainda cinco longas-metragens documentais brasileiros: Bem-vindos de Novo, de Marcos Yoshi; Diálogos com Ruthde Souza, de Juliana Vicente; Elis & Tom – Só Tinha que Ser com Você, de Roberto Oliveira; O Cangaceiro da Moviola, de Luís Rocha Melo; e Rosa – A Narradora de Outros Brasis, de Libario Mateus Nogueira do Carmo e Valmir Moratelli Cassaro.

Rudy Serrati e Eliane Lage

Qual é o nome do troféu e quem serão os homenageados na noite do tapete vermelho? Quantos serão entregues na premiação?
RUDY SERRATI: Serão três troféus. O troféu Terra Bernardo de Ouro será dado nas premiações das categorias de filmes da Mostra Competitiva Terra do Cinema aos profissionais do cinema brasileiro. O troféu Terra Bernardo será concedido nas premiações das categorias de filmes da Mostra Competitiva Terra Bernardo aos jovens cineastas com filmes de até sete minutos. O troféu Pérola Negra Ruth De Souza será dado às homenageadas: Dona Léa Garcia, representada pelo seu filho, Marcelo Garcia, e Dona Eliane Lage, a única artista viva do período da Cia. Cinematográfica Vera Cruz, grande protagonista dos filmes da época, aos 95 anos.

Como foi o seu encontro com a atriz Eliane Lage?
RUDY SERRATI: Eu conheci pessoalmente a protagonista dos filmes da Vera Cruz, Dona Eliane Lage, única artista viva desse período e que será homenageada nesta primeira edição do festival. Uma grande honra para mim, e tenho certeza de que todo brasileiro terá a oportunidade de conhecê-la. Tanto sua trajetória lendária no cinema quanto sua linda história de vida. Precisamos lutar contra o apagamento da nossa memória cultural e dos legados de quem nos antecederam! Viva Ruth de Souza! Viva Eliane Lage! Viva o cinema Brasileiro!

Você acha que o cinema nacional tem recebido apoio total no atual governo?
RUDY SERRATI: Acredito que o cinema brasileiro é uma das maiores potências culturais e socioeconômicas de abrangência nacional na atualidade. O governo, seja ele qual for, nas esferas municipal, estadual ou federal, em parceria com a sociedade, deve ter a consciência nítida de que cultura é um direito fundamental, e todo cidadão tem o direito ao acesso à cultura em toda a sua pluralidade. Precisamos fomentar todos os tipos de fazer cinema, dos pequenos aos grandes produtores. Quando isso ocorrer em todas as esferas, tenho certeza de que transformaremos de forma substancial diversos setores do nosso país.

Você acredita que os brasileiros precisam investir na cultura e na seara de festivais, onde surgem novos diretores e atores?
RUDY SERRATI: No nosso cenário de produção de arte brasileira é preciso empreender e entender de leis de fomento para poder criar, propor e fazer atividades em cultura, além de formações artísticas e técnicas no cinema. Por esse motivo, me especializei como gestor e agente cultural. Confesso que não entendia e ainda não entendo como algo de tanta relevância cultural para São Bernardo e para o Brasil como esta iniciativa do festival ainda não havia sido celebrada na cidade como ocorre em tantos outros importantes festivais brasileiros, sobretudo pela vocação da terra que, naturalmente, pode ser considerada como “a verdadeira Terra do Cinema Brasileiro”. O festival surge essencialmente, portanto, de uma necessidade e urgência em existir.
https://br.linkedin.com/in/rudy-serrati-95a97b37

 

 

1º FESTIVAL DE CINEMA DE SÃO BERNARDO DO CAMPO 

“ONDE O PASSADO E O PRESENTE SE CONECTAM”

De 28/11 à 02/12 de 2023

PROGRAMAÇÃO – EXIBIÇÕES de 80 FILMES

DIA 28/11 (Terça-feira)

13h CERIMÔNIA DE ABERTURA FESTIVAL

  • Cerimônia de Abertura do Festival e da Exposição “Acervo VERA CRUZ”;
14hSESSÃO ESPECIAL
1º FILME DE ABERTURA
Mazzaropi (2013) – 1h 45 min
Direção: Celso Sabadin
16h – SESSÃO ESPECIAL

MOSTRA COMPETITIVA TERRA DO CINEMA

LONGA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO BRASILEIRO

TECA E TUTI – UMA NOITE NA BIBLIOTECA (2023) – 1h 14 min

Direção: Eduardo Perdido, Tiago M. A. Lima e Diego M. Doimo

FILMES QUE ABRIRÃO A SESSÃO

MOSTRA TERRA BERNARDO 7’ – CURTA DOC. REGIONAL

COLETIVO TRAÇO CRIATIVO: O ENCONTRO ENTRE ARTE E SAÚDE MENTAL (2023) – 6 min

Direção: Geovana de Alcântara Cheloni (São Bernardo do Campo)

MOSTRA TERRA BERNARDO 7’ – CURTA FICÇÃO REGIONAL

CÉU (2023) – 6 min

Direção: Marcela Oliveira (Santo André)

RELICÁRIOS (2023) – 3 min

Direção: Gabriel Mazzeti e e Geovanna Seccafien (São Bernardo do Campo)

SALA VERMELHA (2023) – 7 min
Direção: Manrick Fernando (São Bernardo do Campo)
MOSTRA COMPETITIVA TERRA DO CINEMA

CURTA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO BRASILEIRO

CEM PILUM – A HISTÓRIA DO DILÚVIO (2022) – 8 min

Direção: Thiago Morais

18h – ABERTURA DO TAPETE VERMELHO

FILMES DE ABERTURA DA NOITE

 

MOSTRA TERRA BERNARDO 7’ – CURTA DOC. REGIONAL

3 ARTISTAS MUCULMANOS (2022) – 7 min

Direção: Rafael de Santana Souza (São Bernardo do Campo)

MOSTRA COMPETITIVA TERRA DO CINEMA

CURTA-METRAGEM DE DOCUMENTÁRIO REGIONAL

A ROUPA DA MISSA (2021) – 15 min

Direção: José Milton dos Santos (São Bernardo do Campo)
NOVOS RIBEIRINHOS (2021) – 18 min

Direção: Mailson Vieira Oliveira (São Bernardo do Campo)

CAQUINHOS (2023) – 20 min

Direção: Denise Szabo (São Bernardo do Campo)

19h SESSÃO ESPECIAL
2º FILME DE ABERTURA (NOITE)Babenco, Alguém Tem que Ouvir o Coração e Dizer: Parou (2020) – 1h 15 min
Direção: Bárbara PazFILMES QUE ABRIRÃO A SESSÃO das 19hMOSTRA COMPETITIVA TERRA DO CINEMACURTA-METRAGEM DE FICÇÃO BRASILEIROFRATERNAL (2022) – 18 minDireção: Túlio PaniagoA PIA (2023) – 17 minDireção: Eduardo Mattos

O PRAZER É TODO MEU (2023) – 18 min

Direção: Vanessa Sandre

21h – SESSÃO ESPECIAL

LONGA-METRAGEM DE FICÇÃO BRASILEIRO

CAPITÃO ASTÚCIA (2022) – 1h 30 min

Direção: Filipe Gontijo

FILME QUE ABRIRÁ A SESSÃO

MOSTRA COMPETITIVA TERRA DO CINEMA

CURTA-METRAGEM DE FICÇÃO BRASILEIRO

A MORTE DO FUNCIONÁRIO (2021) – 19 min

Direção: Guilherme Pau y Biglia

DIA 29/11 (Quarta-feira)

13h – SESSÃO ESPECIAL

MOSTRA COMPETITIVA TERRA DO CINEMA

LONGA-METRAGEM DE DOCUMENTÁRIO BRASILEIRO

ROSA – A NARRADORA DE OUTROS BRASIS (2022) – 1h 10 min

Direção: Libario M. Nogueira do Carmo e Valmir Moratelli Cassaro

FILMES QUE ABRIRÃO A SESSÃO
MOSTRA TERRA BERNARDO 7’ – CURTA ANIMAÇÃO BRASILEIRO

COAXO (2023) – 4 min

Direção: Cecília Martinez

DIAMANTES DE ACAYACA (2023) – 4 min

Direção: Fernanda Roque Prata Fernandes e Francisco Nora Franco

TERRA BERNARDO 7’ – CURTA DOC. REGIONAL

AMAR A ILHA (2023) – 5 min

Direção: Isabela Alves (São Bernardo do Campo)

MOSTRA COMPETITIVA TERRA DO CINEMA
CURTA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO BRASILEIRO

EWÉ DE ÒSÁNÌN: O SEGREDO DAS FOLHAS (2021) – 22 min

Direção: Pâmela Peregrino

CURTA-METRAGEM DE FICÇÃO REGIONAL

OSMOSE (2023) – 16 min

Direção: Camila Martinez (São Bernardo do Campo)

INTERVALO das 15h às 16h
16h – SESSÃO ESPECIAL

MOSTRA COMPETITIVA TERRA DO CINEMA

LONGA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO BRASILEIRO

PLACA-MÃE (2023) – 1h 45 min

Direção: Igor Bastos

18h – ABERTURA DO TAPETE VERMELHO

FILMES DE ABERTURA DA NOITE

MOSTRA COMPETITIVA TERRA DO CINEMA

CURTA-METRAGEM DE DOCUMENTÁRIO REGIONAL

UM CORTEJO PARA DUAS RAINHAS (2022) – 11 min

Direção: Juliana Cano (São Caetano do Sul)

CURTA-METRAGEM DE FICÇÃO REGIONAL

A CONTA (2022) – 9 min

Direção: Tiago A. Neves (Diadema)

PASSADO E FUTURO (2023) – 13 min

Direção: Douglas Alves Ferreira (São Bernardo do Campo)

CURTA-METRAGEM DE DOCUMENTÁRIO BRASILEIRO

MEU OUTRO NOME É LUIZA (2022) – 30 min

Direção: Ana Hartmann

CURTA-METRAGEM DE FICÇÃO BRASILEIRO

ODE (2023) – 15 min

Direção: Diego Lisboa

OS FINAIS DE DOMINGOS (2023) – 8 min

Direção: Olavo Junior

FEIRA DA LADRA (2023) – 16 min

Direção: Diego Migliorini

CABANA (2022) – 13 min

Direção: Adriana de Faria

20h – SESSÃO ESPECIAL

MOSTRA COMPETITIVA TERRA DO CINEMA

LONGA-METRAGEM DE FICÇÃO BRASILEIRO

HORIZONTE (2022) – 1h 48 min

Diretor: Rafael Calomeni

FILME QUE ABRIRÁ A SESSÃO das 20h

CURTA-METRAGEM DE FICÇÃO BRASILEIRO

EM NOME DO PAI (2021) – 20 min

Direção: Diego Müller

DIA 30/11 (Quinta-feira)

13h – SESSÃO ESPECIAL 

MOSTRA COMPETITIVA TERRA DO CINEMA

LONGA-METRAGEM DE DOCUMENTÁRIO BRASILEIRO

O CANGACEIRO DA MOVIOLA (2022) – 1h 35 min

Direção: Luís Rocha Melo

FILMES QUE ABRIRÃO A SESSÃO

MOSTRA TERRA BERNARDO 7’ – CURTA DOC. BRASILEIRO

A LENDA DO CAVALEIRO DA MEIA NOITE E OUTRAS HISTÓRIAS (2023) – 7 min

Direção: Celine Billard

CONTRAPLANO (2022) – 6 min

Direção: Débora Bukanowsky

MUSEU DE RUA (2022) – 3 min

Direção: Gabriela Carraccioli e Rafaela Lima

MOSTRA COMPETITIVA TERRA DO CINEMA

CURTA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO BRASILEIRO

AURORA – A RUA QUE QUERIA SER UM RIO (2021) – 10 min

Direção: Radhi Meron

COELHITOS E GAMBAZITAS (2022) – 10 min

Direção: Thomate Larson

INTERVALO das 15h às 16h
16h – SESSÃO ESPECIAL 

MOSTRA COMPETITIVA TERRA DO CINEMA

LONGA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO BRASILEIRO

MUNDO PROIBIDO (2021) – 1h 35min

Direção: Alê Camargo e Camila Carrossine

18h – ABERTURA DO TAPETE VERMELHO

FILMES DE ABERTURA DA NOITE

MOSTRA COMPETITIVA TERRA DO CINEMA

CURTA-METRAGEM DE DOCUMENTÁRIO REGIONAL

CONEXÕES CAV (2022) – 22 min

Direção: Eliete Ramos (São Bernardo do Campo)

CURTA-METRAGEM DE FICÇÃO REGIONAL

SÃO BERNOIA (2023) – 18 min

Direção: Luca Scupino (São Bernardo do Campo)

CURTA-METRAGEM DOCUMENTAL BRASILEIRO

O CISNE, MINHA MÃE E EU (2022) – 16 min

Direção: Andréia Nhur e Guilherme Telli

CURTA-METRAGEM DE FICÇÃO BRASILEIRO

SABÃO LÍQUIDO (2023) – 20 min 

Direção: Fernanda Reis e Gabriel Faccini

OS ANIMAIS MAIS FOFOS E ENGRAÇADOS DO MUNDO (2022) – 23 min

Direção: Renato Sircilli

COMO RESPIRAR FORA D´ÁGUA (2021) – 16 min

Direção: Victoria Negreiros e Júlia Fávero

20h – SESSÃO ESPECIAL 

MOSTRA COMPETITIVA TERRA DO CINEMA

LONGA-METRAGEM DE FICÇÃO BRASILEIRO

TINNITUS (2022) – 1h 48 min

Direção: Gregorio Graziosi

FILME QUE ABRIRÁ A SESSÃO

CURTA-METRAGEM DE FICÇÃO BRASILEIRO

CHOVE LÁ FORA (2023) – 20 min

Direção: Mirela Kruel

DIA 01/12 (Sexta-feira)

13h – SESSÃO ESPECIAL

MOSTRA COMPETITIVA TERRA DO CINEMA

LONGA-METRAGEM DE DOCUMENTÁRIO BRASILEIRO

DIÁLOGOS COM RUTH DE SOUZA (2022) – 1h 46 min

Direção: Juliana VIcente

FILME QUE ABRIRÁ A SESSÃO

MOSTRA TERRA BERNARDO 7’ – CURTA FICÇÃO BRASILEIRO

IRÂ (2020) – 3 min

Direção: Iferrdo

RUTH (2023) – 4 min

Direção: Sandher Henrique da Silva

LUANA (2021) – 7 min

Direção: Caio Andrade

CURTA-METRAGEM DOCUMENTAL BRASILEIRO

CAMINHOS AFRODIASPÓRICOS PELO RECÔNCAVO DA GUANABARA (2022) – 20 min

Direção: Wagner Novais

INTERVALO das 15h às 16h
16h – SESSÃO ESPECIAL

MOSTRA COMPETITIVA TERRA DO CINEMA

LONGA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO BRASILEIRO

BIZARROS PEIXES DAS FOSSAS ABISSAIS (2023) – 1h 15 min

Direção: Marcelo Marão

FILMES QUE ABRIRÃO A SESSÃO

MOSTRA TERRA BERNARDO 7’ – CURTA ANIMAÇÃO BRASILEIRO

CADIM (2022) – 6 min

Direção: Luiza Pugliesi Villaça

FIOS (2022) – 5 min

Direção: Ranny Vidal

POMODORA (2023) – 4 min

Direção: Rafael Silvério

MOSTRA COMPETITIVA TERRA DO CINEMA

CURTA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO BRASILEIRO

CIRANDA FEITICEIRA (2023) – 8 min

Direção: Lula Gonzaga e Tiago Delácio

CURTA-METRAGEM DE FICÇÃO BRASILEIRO

O FIM DA IMAGEM (2022) – 14 min

Direção: Gil Baroni

A MENINA E O MAR (2022) – 18 min

Direção: Gabriel Mellin

18h – ABERTURA DO TAPETE VERMELHO

FILMES DE ABERTURA DA NOITE

MOSTRA COMPETITIVA TERRA DO CINEMA

CURTA-METRAGEM DE DOCUMENTÁRIO REGIONAL

BONITA (2021) – 25 min

Direção: Mariana França (São Bernardo do Campo)

CURTA-METRAGEM DE FICÇÃO REGIONAL

O SEGUIDOR (2023) – 10 min

Direção: Pedro Kalli e Renata Moraes (Diadema)

CURTA-METRAGEM DE FICÇÃO BRASILEIRO

FIRMINA (2023) – 15 min

Direção: Izah Neiva

FÃ Nº 1 (2023) – 20 min

Direção: Elder Fraga

MARRETA (2022) – 29 min

Direção: André Fidalgo Martins

CAÍDO (2023) – 14 min

Direção: Alexandre Estevanato

20h – SESSÃO ESPECIAL

MOSTRA COMPETITIVA TERRA DO CINEMA

LONGA-METRAGEM DE FICÇÃO BRASILEIRO

CICLO (2022) – 1h 25 min

Direção: Ian SBF

FILME QUE ABRIRÁ A SESSÃO

CURTA-METRAGEM DE FICÇÃO REGIONAL

O ANIVERSÁRIO DO SEU LAIR (2022) – 18 min

Direção: Dácio Pinheiro (São Caetano do Sul)

CURTA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO BRASILEIRO
CURACANGA (2023) – 18 min 

Direção: Mateus Di Mambro

22h – SESSÃO ESPECIAL

MOSTRA COMPETITIVA TERRA DO CINEMA

LONGA-METRAGEM DE FICÇÃO BRASILEIRO

O FAIXA PRETA – A VERDADEIRA HISTÓRIA DE FERNANDO TERERÊ (2023) – 1h 35 min

Direção: Caco Souza

FILME QUE ABRIRÁ A SESSÃO
CURTA-METRAGEM DE FICÇÃO BRASILEIRO

ELA MORA LOGO ALÍ (2022) – 16 min

Direção: Rafael Rogante e Fabiano Barros

DIA 02/12 (SÁBADO)

10h – SESSÃO ESPECIAL 

MOSTRA COMPETITIVA TERRA DO CINEMA

LONGA-METRAGEM DE DOCUMENTÁRIO BRASILEIRO

BEM-VINDOS DE NOVO (2021) – 1h 45 min

Direção: Marcos Yoshi

FILME QUE ABRIRÁ A SESSÃO

CURTA-METRAGEM DOCUMENTAL BRASILEIRO

CLARA ESPERANÇA (2022) – 20 min

Direção: Diego Alexandre

12h – SESSÃO DO SAMBA

MOSTRA COMPETITIVA TERRA DO CINEMA

CURTA-METRAGEM DOCUMENTAL BRASILEIRO

A ALMA DAS COISAS (2023) – 19 min

Direção: Douglas Soares e Felipe Herzog

CURTA-METRAGEM DOCUMENTAL BRASILEIRO

SAMBA DE LATADA (2022) – 27 min

Direção: João Lucas Melo

13h – SESSÃO ESPECIAL 

MOSTRA COMPETITIVA TERRA DO CINEMA

LONGA-METRAGEM DE DOCUMENTÁRIO BRASILEIRO
ELIS & TOM – SÓ TINHA QUE SER COM VOCÊ
1h 40 min

Direção: Roberto Oliveira

FILME QUE ABRIRÁ A SESSÃO

CURTA-METRAGEM DE FICÇÃO BRASILEIRO

VÃO DAS ALMAS (2023) – 15 min

Direção: Edileuza Penha de Souza e Santiago Dellape

15h – SESSÃO ESPECIAL 

MOSTRA COMPETITIVA TERRA DO CINEMA

LONGA-METRAGEM DE FICÇÃO BRASILEIRO

LETÍCIA (2023) com – 1h 20 min

Direção: Cristiano Vieira

FILME QUE ABRIRÁ A SESSÃO

CURTA-METRAGEM DE FICÇÃO BRASILEIRO

CERCAS (2022) – 19 min

Direção: Ismael Moura

17h – SESSÃO ESPECIAL 

MOSTRA COMPETITIVA TERRA DO CINEMA

LONGA-METRAGEM DE FICÇÃO BRASILEIRO

MAIS PESADO É O CÉU (2023) – 1h 38 min

Direção: Petrus Cariry

FILME QUE ABRIRÁ A SESSÃO

CURTA-METRAGEM DE FICÇÃO BRASILEIRO

A SOMBRA DA TERRA (2023) – 20 min

Direção: Marcelo Domingues

18h – ABERTURA DO TAPETE VERMELHO, ARTISTAS, IMPRENSA E CONVIDADOS.
20h – CERIMONIAL DA NOITE DE PREMIAÇÕES E HOMENAGEADOS.