Início Plantão Brasil Judô em desafio internacional

Judô em desafio internacional

Brasil, Portugal, Inglaterra e França fazem neste sábado (13), no ginásio Dom Bosco, na Faculdade Salesiano, em Vitória (ES), a partir das 9h, o Desafio Internacional de Judô. O evento serve de preparação para a equipe brasileira para os próximos evento do Circuito Mundial da Federação Internacional, o Grand Slam do Rio de Janeiro e a Copa do Mundo de São Paulo, que acontecem em maio. O Brasil será representado por Breno Alves (-60kg), Leandro Cunha (-66kg), Marcelo Contini (-73kg), Nacif Elias (-81kg), Tiago Camilo (-90kg), Luciano Corrêa (-100kg) e Leonardo Leite (+100kg). Paralelo ao Desafio acontecerá Seletiva Olímpica Nacional das categorias meio-pesado masculino e feminino.
Após o Desafio, será realizado um Treinamento de Campo com as quatro equipes e atletas do estado.

“Queremos deixar um legado, que os judocas venham ao evento e passem um pouco da sua experiência aos atletas locais.  Falamos a todo o tempo nos Jogos Olímpicos de 2016, mas temos que lembrar que faltam dois anos para as Olimpíadas de Londres 2012 e sempre é preciso buscar formas de fomentar o nosso esporte. Com certeza este treinamento de campo será uma grande oportunidade aos judocas do Espírito Santo. Para mim, que iniciei minha carreira de dirigente aqui, é sempre uma alegria promover uma competição no estado”, diz o presidente da Confederação Brasileira de Judô, Paulo Wanderley Teixeira, que já foi presidente da Federação Espiritosantense e atualmente dirige também a Confederação Pan-Americana de Judô.

O coordenador técnico internacional da Confederação Brasileira de Judô, Ney Wilson, ressaltou a importância dos Desafios para o calendário da seleção brasileira.

“Os Desafios mantém nossos atletas em ritmo de competição, além de ser uma oportunidade de lutar diante da torcida. No passado tínhamos a necessidade de viajar para o exterior para buscar  intercâmbio  e, atualmente, os países vêm ao Brasil”, explica Ney.

E estar diante da torcida brasileira é algo que o campeão mundial e medalhista olímpico Tiago Camilo quer. Em 2009, Tiago ficou de fora dos desafios internacionais.

“Para a gente que compete muito fora do país, ter a oportunidade de lutar no Brasil é sempre especial. Esse calor da torcida é muito bom. Gosto desse clima dos Desafios e é uma grande chance de promover o judô”, afirma Tiago Camilo.

Ouro no Mundial 2007 e brasileiro mais bem colocado no ranking mundial, Luciano Corrêa visa o Desafio como chance de se manter em ritmo de competição.

“Estamos em fase de preparação para o Grand Slam do Rio de Janeiro e a Copa do Mundo de São Paulo. Competir é sempre importante e eu estou tendo uma temporada muito boa este ano”, diz Luciano.

Nascido em Vitória, Nacif Elias provavelmente será novamente o atleta mais assediado pela torcida. E o atleta está animado para entrar no tatame.
“Comecei minha carreira aqui em Vitória e se hoje eu faço parte da seleção brasileira graças aos torcedores capixabas, que me deram muita força numa seletiva que aconteceu aqui há dois anos. Espero mais uma vez lutar faze o melhor diante dos meus amigos e familiares”, diz Nacif.
O Brasil terá como adversários os portugueses João Santana (-60Kg / ouro no Campeonato Português), Diogo César (-66kg / prata no Campeonato Português), João Pina (-73kg / bronze no Grand Prix de Dusseldorf 2010), Diogo Lima (-81kg / bronze na Copa do Mundo de Lisboa 2008), Hugo Silva (-90kg / bronze na Copa do Mundo da Inglaterra 2009), António Silva (-100kg / ouro no Campeonato Português) e Diogo Silva (+100kg / ouro no Campeonato Português).
Pela Inglaterra lutam Nathan Burns (-60kg / bronze no Open da Suécia 2009), Jean-Rene Badrick (-66kg / bronze no Open de Berlin 2009), Jan Gosiewski (-73kg / ouro no Campeonato Inglês), David Groom (-81kg / bronze no Open de Quebec 2009), Craig Stewart (-81kg / ouro no Open da Escócia 2009), Michael Horley (-90kg / bronze no Torneio Rendez-Vous do Canadá 2009), Andrew Burns (-90kg / ouro no Holstein Open 2009) e Theodore Spalding-McIntosh (-100kg / ouro no Campeonato Inglês 2009).
Os franceses, que tradicionalmente vêm ao Brasil uma vez a cada ano, competem com Lilian Barreyre (-60kg / bronze no Campeonato Francês), David Czukiewycz (-66kg / ouro no Campeonato Francês), Maxime Le Goanvic (-66kg / bronze no Campeonato Francês), Ronald Alger (-73kg / prata na Copa do Mundo de Tbilisi 2010), Vincent Boussiron (-81kg / prata no Campeonato Francês), Maxime Aminot (-81kg / bronze no Campeonato Francês), Anthony Laignes (-90kg / bronze no Campeonato Francês), Roman Wolska (-90kg / bronze nos Jogos da Juventude 1998 e ouro no Open da Bélgica) Mathieu Thorel (-100kg / bronze na Copa do Mundo de Bucareste 2007) e Jean-Sebastien Bonvoisin (+100kg / bronze na Super Copa do Mundo de Moscou 2008).

Fonte: Media Guide Comunicação