Início Plantão Barra Lei Seca é abordada no 31º CCS

Lei Seca é abordada no 31º CCS

Na reunião de setembro do 31º Conselho Comunitário de Segurança realizado na Península contou com a presença de diversas autoridades, sendo que desta vez na mesa foi convidado o presidente do Barralerta, Kleber Machado. Segundo o presidente do 31º CCS, Castrinho, de agora em diante todas reuniões terão um representante de uma associação da grande barra.

O assunto da reunião foi o resultado de sucesso da Operação Lei Seca. Para apresentar dados, estava presente o subsecretário Carlos Alberto Lopes, subsecretário de Estado Capital, que apresentou o quadro da implantação do projeto desde do dia 19 de março. Segundo Lopes, 380 mil pessoas por ano ficam feridas em função de acidentes de trânsito, sendo que 280 mil param no hospital, 140 mil ficam inválidos e 40 mil morrem: “ Dividindo 140 mil pelos dias do ano, temos 135 pessoas morrendo por dia em acidentes de trânsito, representando 1 boing por dia. Vocês imaginem naqueles acidentes ditos trágicos de avião morrem de 135 a 250 pessoas em um episódio, no transito perdemos 1 boing por dia. Diante deste quadro gravíssimo, adotamos a Lei Seca. Quero também ressaltar que a Avenida das América é a segunda via com mais acidentes, ficando atrás só da Avenida Brasil. Nunca pilotei um projeto dessa magnitude, este projeto é importantíssimo pois salva vidas. A Operação Lei Seca é a favor da vida. Quem quiser celebrar a vida e beber, use táxi, ônibus, metrô, barcas. O que nos alegra mais no projeto é que do dia 1 de abril a 31 de agosto, evitamos que 2.117 pessoas fossem vitimadas com invalidez ou morte. Queria aproveitar e fazer um apelo para todos presentes e pedir para aderirem o projeto. O sucesso da operação depende de cada um de nós” ressaltou.

Números de criminalidade diminuem na Barra

Após a apresentação, o Delegado Carlos Augusto, repassou as boas novas: Os números de criminalidade na região estão diminuindo, segundo ele, em roubos e furtos o número caiu pela metade e agradeceu a varredura que o Coronel Quemento está fazendo com as motos através do 31º BPM.

O Coronel Quemento antes de comentar os números desabafou sobre duas noticias que saíram na mídia. Segundo ele, no Globo na coluna de Ancelmo Góis saiu que no condomínio Pontões tinha tido 8 roubos de veículos, quando na verdade nos últimos seis meses, houve apenas 1.

Outro desabafo foi a perda de um policial que a imprensa especulou porque o mesmo teria um Mercedes classe A. Segundo Quemento, o jovem de 24 anos morava com a família e havia comprado o carro no valor de 10 mil reais em 60 parcelas, sendo um jovem honesto : “Desabafos a parte, tudo isto me aborrece terrivelmente. Se alguém acha que algo está errado, use os meios legais. Fofoca é coisa de marica” ressaltou.

Logo após falar, ele comentou os números dizendo que o 31º BPM e a 16ª DP conseguiram trabalhar dentro das metas impostas pela Secretaria de Segurança Pública, sendo que de homicídios, a meta era 3 e houve 2 e de roubos a meta era 41 roubos e tiveram 27.

Fonte: Tatiana Couto, editora-chefe Portal AIB