Início Plantão Barra Mantendo a memória ativa

Mantendo a memória ativa

Os diferentes tipos de memórias, os esquecimentos  "normais", sinais precoces da doença de Alzheimer e novos avanços da neurociência foram respondidos pelo especialista Oscar Bacelar na Palestra "Os caminhos da memória” realizada no dia 12 de Agosto na Câmara Comunitária da Barra da Tijuca

Bacelar começou a palestra lembrando que a frase mais famosa de Descartes Penso,logo existo”, foi contestada por Eric Kandell  que disse que a frase estava errada: “ Nós  somos o que somos, porque lembramos o que pensamos. Não podemos fazer nada que não está no nosso acervo. Por isto, meu livro é Lembro, logo existo” afirmou o médico

Primeiro Bacelar explicou que a memória funciona em um esquema: Aquisição (captação da informação) aliada às condições externas e internas ideais. A informação entra no cérebro como retenção temporária e pode levar ao esquecimento ou a consolidação da memória. A consolidação da memória está ligada a retenção duradoura e a evocação: “O que foi apagado pela memória é como se não tivesse existido. Nossas lembranças são nossas, é o que nos torna únicos. Vemos um rapaz jogando líquido dentro de uma garrafa no vidro do nosso carro e ficamos com medo, porque nos lembramos de alguém que foi assaltado ou teve alguma história de violência. Se o mesmo rapaz fizesse isto na Suécia, eles abririam a janela do carro sem medo", explicou o médico dizendo que nosso comportamento é determinado pela associação entre registros.

Para o médico, às vezes a pessoa nem está esquecida, tem um déficit de atenção: “A memória pode ser consolidada através da repetição. Se está interessado em fazer um bolo, você lê a receita e coloca em prática. Depois de botar em prática várias vezes a mesma receita, você começa a botar novos ingredientes. No dia que tentar fazer a receita original e comum será fácil, pois terá praticado a repetição” ensinou Bacelar.

O cérebro precisa ser desafiado, ressaltou o especialista. Existe o componente afetivo e emocional : “Se você está com dor de dente, vai lembrar telefone do dentista, pois é importante naquele momento. O componente emocional traz memórias sofisticadas, por exemplo: sentiu o cheiro de uma flor e pode lembrar de um momento romântico de 20 anos atrás” citou.
A entrada da informação se faz através: Visual, tátil, auditiva, degustiva e olfato.
Essa informações serão traduzidas em regiões especificas do cérebro.Segundo Bacelar, existem  3 tipos de memória:

Explicita ou declarativa: De longa duração. Conta com Episódio (datas/eventos específicos) e Semântico.
Implícita ou nao declarativa: também de longa duração mas difícil declarar por meio de palavras . Exemplo: Andar de bicicleta, depois que aprende , é automático.
Operacional : Memória do agora. Gerencia a realidade. Aqui se entende o contexto. Pode ser retida ou eliminada. Tem duas sinapses: no lóbulo temporal (para rastrear memórias antigas sobre aquele assunto)e no sistema límbico (para trazer emoção ao conteúdo do evento).
Exemplo: Número de telefone. Pode ser retido ou não

Representação Perceptual
(percepção): Grava no cérebro até a informação ser esclarecida

Procedimento (andar de bicicleta, exemplo)
Associativa (associa fatos, imagens)
Não Associativa (nao associada a padrao de comportamento)
Priming : Dicas para o cérebro . Exemplo : 11 de setembro. Todos se lembram da tragédia em NY.

Segundo o especialista, o cérebro seleciona trechos que serão gravados: “ Esquecer com tempo é normal. Tudo que foi dito na palestra, somente 30% será lembrado. Maiorias das informações vividas ao longo do dia não serão registradas. Um pouco do esquecimento é importante pelo lixo cognitivo. Se houver uma informação mais relevante, facilmente é esquecido outro assunto recente.O processo de memória pode minimizar, maximizar, misturar memórias

Para melhorar  a memória
Nenhuma pílula melhora a memória

Atividade física
Atividades de lazer
Vida social ativa
Sono regrado
Dieta do mediterrâneo (melhora metabolismo da glicose. Também diminui o índice de Alzheimer). O cérebro funciona melhor com menos gordura.
Atividades intelectuais: Investir em conhecimento (áreas de interesse de estudo); jogar xadrez , leitura, dama, imagem e ação (excelente jogo para estimular memória)
Viajar

Pode piorar  a memória: privação do sono, calmantes tarja preta, álcool, demência e depressão.

Alzheimer
Alois Alzheimer , neuropatologista, descreveu o primeiro paciente em 1907
Há atrofia do cérebro , perde 20% do peso. Atinge habilidades motoras, reconhecimento e função executiva.
Alertas: Mudança de comportamento e humor
Desinteresse por atividades habituais
A depressão pode simular o Alzheimer.
Fatores de risco: Idade avançada, histórico familiar, sexto feminino, baixa educação, gene APOE e déficit Cognitivo.
Onde pode ser trabalhado: baixa Educação e déficit cognitivo

Fonte: AIB