Início Plantão Rio Maracanã completa 60 anos

Maracanã completa 60 anos

Um sexagenário está prestes a remoçar-se por inteiro para iniciar uma nova era de conquistas. É o Maracanã de tantas glórias que completa 60 anos nesta quarta-feira preparando-se para passar por uma remodelagem total. Em agosto, o velho estádio vai se recolher pelos próximos dois anos e meio para ressurgir renovado e majestoso em dezembro de 2012. E, assim em forma esplêndida, se engalanará todo para receber craques e torcedores na maior festa esportiva mundial: a Copa de 2014. Torcemos, porém, para que, além de seduzir pela beleza, tenha um final feliz também.

Dois anos foi o tempo que arquitetos e engenheiros tiveram para criar e colocar de pé o Maracanã que sediou a cerimônia de abertura, jogos e a festa de encerramento da Copa do Mundo de 1950. Um tempo suficiente para a engenhosidade brasileira construir um palco do futebol, belo, imponente e grandioso, o maior do mundo, orgulho dos brasileiros que, no final da década de 1940, já ensaiavam marchar no ritmo do Brasil grande com que o país viria a caminhar na década seguinte. Mas, o estádio começou com o pé esquerdo. Infelizmente, a seleção brasileira, que deu show nas rodadas de classificação, viria a perder a final para o Uruguai e decepcionaria quase 200 mil pessoas que esperavam curtir o êxtase máximo do futebol: o título de campeão mundial.

Mas, o jovem Maracanã deu a volta por cima e soube acolher a paixão do torcedor e a técnica do jogador brasileiros nos anos seguintes. Hospitaleiro, abrigou também com carinho torcida e craques estrangeiros. E construiu sua glória de templo sagrado do futebol. Um templo onde o velho esporte bretão abrasileirou-se mais completamente. E forjou gerações de craques, alguns verdadeiros gênios, que conquistariam em terras estrangeiras cinco títulos mundiais, compensando a frustração caseira.

Agora, dois anos e meio é o tempo que arquitetos e engenheiros precisam para reformar o estádio. Não será mais o maior do mundo, título que já perdera há algum tempo, nem talvez o mais belo. Esta não é mais a exigência da elite brasileira. Os tempos são outros. O Brasil já é grande. Agora, a busca é pela eficiência e a tecnologia. Por isso, mesmo menor em tamanho, terá de ser funcional e moderno. Projeto que o governo do estado esmera-se para concretizar. No dia 5 de julho, haverá a licitação da obra, orçada em R$ 600 milhões. A reforma terá de começar em agosto, conforme compromisso assumido com o Comitê Organizador da Copa e com a Fifa.

Entre as principais intervenções estão a construção de camarotes dos dois lados do estádio, passando de 88 para 110; a instalação de 14 novos elevadores e seis escadas rolantes; a construção de quatro conjuntos de rampas, facilitando o acesso, inclusive de portadores de necessidades especiais, a todos os pontos do estádio; aumento da distância entre as cadeiras, passando de 48 para 50 centímetros; e colocação de assentos rebatíveis nas novas cadeiras, o que permitirá uma melhor circulação pela arquibancada. Haverá ainda a urbanização do entorno e a construção de uma rampa monumental, que dará acesso à estação ferroviária e à Quinta da Boa Vista.

Para comemorar os 60 anos do estádio, a Superintendência de Desportos do Estado do Rio de Janeiro (Suderj), órgão vinculado à Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer, colocou uma iluminação, em tons de verde e amarelo, na estátua do Bellini, a marquise estampa os dizeres Maracanã. Rio de Janeiro. 60 anos bem jogados, uma exposição com peças do Centro de Memória do Estádio foi montada na Tribuna de Honra e a visitação ao estádio é gratuita hoje.

– No ano em que comemoramos os 60 anos do Maracanã, ganhamos um enorme presente que é poder sediar os dois maiores eventos esportivos do mundo: a Copa e as Olimpíadas. Um dos pontos turísticos mais visitados na cidade, sede de jogos memoráveis e shows inesquecíveis, o Maraca, como é chamado carinhosamente pelos torcedores cariocas, merece todo o nosso respeito e emoção na celebração de mais ano de existência – afirmou a secretária de Turismo, Esporte e Lazer, Márcia Lins, que está na África do Sul, acompanhando a Copa do Mundo.

Ontem, na Rua Alzira Brandão, na Tijuca, a torcida cantou, antes do início da partida entre Brasil e Coréia do Norte, um parabéns para o estádio, pedaços de um bolo temático, com uma réplica do Maracanã, com 2mx2m, foram distribuídos aos frequentadores e numa lona de 21x5m, ao lado do telão, estava escrita a frase Maracanã, 60 anos, sob uma foto do estádio.
 

Fonte: governo do Estado do Rio