Início Plantão Rio Mil balões com fotos de crianças desaparecidas são soltos no Centro do...

Mil balões com fotos de crianças desaparecidas são soltos no Centro do Rio

No Dia Internacional da Criança Desaparecida, nesta sexta-feira (25), um grupo de mães atendidas pela Fundação para a Infância e Adolescência (FIA) soltou, na Praça da Cruz Vermelha, no centro do Rio, mais de 1.000 balões com imagens de crianças e jovens desaparecidos. Durante o ato simbólico do Programa SOS Crianças Desaparecidas, realizado em parceria com a Supergásbras e a Rede Globo, também foram distribuídos cartazes da FIA.

 

A campanha da fundação da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos – responsável pela identificação, cadastramento e localização de menores desaparecidos no Estado do Rio de Janeiro – ajuda a diminuir o sofrimento e a angústia de parentes de desaparecidos, como Carmen Lúcia Gonçalves. A servente espera reintegrar sua família desde 2004, quando seu filho Jeferson, na época com 10 anos, foi sequestrado.

 

– Meu filho desapareceu depois que o deixei na rua da casa da minha tia, onde ele ficava enquanto trabalhava. A última imagem que tenho dele é de estar correndo em direção ao portão da casa. Depois, ele nunca mais foi visto. Logo após a denúncia, conheci a FIA, e foi um alívio. Recebo muita ajuda da fundação, com a produção de cartazes e o apoio psicológico – disse.

Em 16 anos, o projeto já encontrou 2.659 jovens, alcançando um índice de 85%. Atualmente, 478 pessoas cadastrados continuam desaparecidas. A FIA – que distribui ainda pulseiras de identificação em grandes eventos – também atende cerca de 16 mil crianças e adolescentes em seus projetos sociais. Para o gerente do S.O.S. Crianças, Luiz Henrique Oliveira, o processo de localização e prevenção ao desaparecimento depende da mobilização da sociedade.

 

 

– O serviço conta com a parceria de empresas públicas e privadas como a Rede Nacional de Identificação de Crianças e Adolescentes. Atualmente, estamos divulgando fotos de crianças ainda não encontradas na novela das seis da Globo, Amor Eterno Amor. Essas campanhas ajudam a aumentar o número de localizados. O resultado é sempre positivo – afirmou Luiz Henrique Oliveira.

 

 

Ações do programa ajudam a reintegrar famílias

Em novembro do ano passado, a angústia e a tristeza que tomaram conta da família de Joice da Silva, de 15 anos, deram lugar à felicidade. Depois de cinco meses de busca, a dona de casa Neli Adriana da Silva reencontrou a filha através das ações do S.O.S Crianças Desaparecidas. Hoje, a menina que fugiu de casa faz um curso profissionalizante promovido pela fundação, e a mãe continua a prestar solidariedade a outras famílias participando de campanhas.

 

 

– Foram cinco meses de angústia, mas no fim deu tudo certo. Agora, a Joice faz um cursinho com aulas de informática e aprende ainda a lidar com as emoções. Eu continuo a ir em ações da FIA. Faço questão de prestar solidariedade para outras mães que passam pelo que já passei – contou.

 

 

Informações sobre desaparecidos

Informações sobre menores desaparecidos devem ser fornecidas ao programa da FIA através do Disque 100 ou pelo telefone (21) 2286-8337. Familiares dessas crianças e adolescentes devem procurar a delegacia mais próxima de seu bairro. Não é preciso esperar 48 horas após o desaparecimento.

 

Fonte: Governo do Rio