Início Plantão Brasil No segundo mês do programa, dois mil profissionais chegam de Cuba

No segundo mês do programa, dois mil profissionais chegam de Cuba

Os dois mil médicos cubanos que atuarão na segunda etapa do Programa Mais Médicos por meio de acordo entre o Ministério da Saúde e a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) começam a chegar ao Brasil nesta segunda-feira (30). Eles saem de Havana em voos fretados pelo governo de Cuba e desembarcam no Brasil onde participarão, ao longo de três semanas, do módulo de avaliação do programa sobre saúde pública brasileira e língua portuguesa junto com os demais estrangeiros e brasileiros formados no exterior que se inscreveram no programa.

 

Os médicos chegam por quatro capitais. Serão 750 profissionais em Vitória (ES), 500, em Brasília (DF), 450, em Belo Horizonte (MG) e 300 médicos em Fortaleza (CE). Estes profissionais serão direcionados para atuar em municípios com os piores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH), periferias de capitais e regiões metropolitanas e áreas com mais dificuldade de contratação de médicos, apontados pelos municípios no momento da adesão ao Programa.

 

Os médicos cubanos que trabalharão no Brasil já participaram de outras missões internacionais e todos têm especialização em Medicina da Família.

 

CHAMADA INDIVIDUAL – Nesta semana também chegam ao país os profissionais com diploma do exterior, que se inscreveram na chamada individual da segunda seleção do Programa Mais Médicos. Eles também chegarão nas quatro capitais do país onde acontecerá o módulo de acolhimento e avaliação. Dos 532 profissionais que homologaram a inscrição nos municípios onde foram alocados pelo Ministério da Saúde, 149 tiveram a documentação validada pelos consulados e estão aptos a participar nesta etapa. Os médicos são de 19 diferentes nacionalidades, sendo 44 brasileiros formados no exterior, e 11 países de atuação. Os outros 518 poderão completar a documentação e se inscrever nas próximas chamadas do Programa.

 

Como definido desde o lançamento do programa, os brasileiros tiveram prioridade no preenchimento dos postos apontados. Neste segundo mês de seleção 400 profissionais com diploma no Brasil confirmaram participação no Mais Médicos. Estes profissionais vão atuar em 217 municípios e 10 distritos de saúde indígena.

 

O desempenho da segunda etapa entre os brasileiros cobre apenas 2,4% da demanda por médicos apresentada pelos 4.025 municípios e os 35 distritos indígenas participantes, que apontaram a necessidade de terem 16.625 médicos atuando na Atenção Básica.

 

Ministério da Saúde