Início Plantão Rio Nova iluminação no Morro Dona Marta

Nova iluminação no Morro Dona Marta

A Prefeitura celebrou os 445 anos do Rio de Janeiro, completados nesta segunda-feira, com uma grande festa e um presente à comunidade do Morro Dona Marta, em Botafogo: uma nova rede de iluminação pública, com mais de 500 pontos de luz espalhados por escadarias e passagens, trazendo mais conforto e segurança aos moradores da localidade. A implantação da rede foi realizada pela Rioluz (Companhia Municipal de Energia e Iluminação), vinculada à Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (Seconserva), com um investimento de R$ 580 mil.

O evento foi conduzido pelo secretário de Conservação, Carlos Roberto Osório, e teve a presença da comandante da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Dona Marta, a capitã Priscila de Oliveira Azevedo, além do presidente da Rioluz, Henrique Pinto. A inauguração teve a participação da Banda da Polícia Militar, que tocou Cidade Maravilhosa para celebrar o início do funcionamento da nova rede de iluminação, emendando com o Parabéns a Você em homenagem à cidade, enquanto Carlos Osório, a capitã Priscila e representantes da comunidade cortavam um bolo de aniversário feito especialmente para a ocasião.

– Esse é um dia de festa para nós, no Rio de Janeiro. Essa comunidade, que tem tanta tradição na nossa cidade, foi a primeira a receber uma Unidade de Polícia Pacificadora, e hoje vive dias extraordinários. Agora a Prefeitura do Rio soma-se ao esforço feito pelo Governo do Estado, implantando um programa de iluminação pública nessa  comunidade tão importante – afirmou Osório, parabenizando as equipes da Rioluz que trabalharam na comunidade “diuturnamente, para garantir que pudéssemos estar aqui hoje”.

Desde o dia 16 de dezembro até a semana passada os engenheiros e operários da Rioluz trabalharam no Morro Santa Marta, instalando os 500 pontos de luz. A localidade recebeu uma rede de baixa tensão, utilizando nas principais vias lâmpadas de 250 watts e, nas ruas menores, lâmpadas de 25 watts. O sistema é complementado por holofotes em pontos-chave, como a terceira estação do plano inclinado, e é fotossensível, desligando-se automaticamente durante o dia e religando quando a luminosidade se torna mais baixa, ao cair da noite.

Fonte: Prefeitura do Rio