Início Plantão Rio Novos auditores fiscais terminam curso de capacitação

Novos auditores fiscais terminam curso de capacitação

A Secretaria de Fazenda ganhou 93 novos auditores fiscais. A primeira turma de convocados do concurso realizado no ano passado concluiu nesta quarta-feira (6/6) o Programa de Capacitação Inicial de Auditor Fiscal e começa a trabalhar na próxima segunda-feira (11/6). No fim de junho, mais 180 nomeados da seleção, realizada ano passado com oferta original de cem vagas, iniciam a preparação para desempenhar a função.

 

 

Os novos auditores passam por aulas teóricas e práticas, conhecendo a estrutura da secretaria, e desenvolvendo atividades em laboratório e fazendo fiscalizações.

Aos 24 anos, o engenheiro eletricista Gustavo de Oliveira Rissardi se prepara para iniciar a sua trajetória como auditor fiscal da Fazenda. Ao lado de outros 92 colegas, ele recebeu o certificado de conclusão da capacitação após 287 horas de treinamento, durante 50 dias.

 

 

– Sou de São Paulo e mudei para o Rio por conta do concurso. O curso foi ótimo para aprender os processos das fiscalizações e fazer amigos. Todos foram muito receptivos e estou animado com o início do trabalho – disse Gustavo.

 

 

Para o secretário de Fazenda, Renato Villela, há uma expectativa muito grande para que a nova turma comece a trabalhar.

 

 

– Os novos auditores terão a oportunidade de aprender com pessoas que já estão na função há bastante tempo e tem todo o interesse e disposição de ensinar. E temos certeza de que todos, de fato, vão superar as nossas expectativas – afirmou.

 

 

De acordo com o secretário, há 894 auditores fiscais ativos, atualmente, na Fazenda. Desses, 419 nomeados em concursos realizados a partir de 2007. A função ficou cerca de 20 anos sem novas seleções. Por isso, ele afirma que há necessidade de mais contratações.

 

 

– Estamos estudando o número ideal de fiscais para o nosso quadro, mas precisamos de mais pessoas. A expectativa é que um novo concurso seja feito ainda nesse ano, ou no início de 2013 – previu Villela.

 

 

Depois do certificado, José Eduardo Lopes, de 58 anos, faz contagem regressiva para saber onde vai trabalhar.

– Fomos preparados para trabalhar em todos os lugares, mas na segunda-feira é que saberemos definitivamente. Conciliava trabalho com os estudos para chegar até aqui e conseguir minha estabilidade – explica José Eduardo.

 

Fonte: Governo do Rio