Início Plantão Barra O futuro dos transportes

O futuro dos transportes

Pela primeira vez o Michelin Challenge Bibendum aconteceu na América do Sul. O evento, realizado entre os dias 30/5 e 2/6, no Riocentro, Barra da Tijuca, apresentou os avanços tecnológicos no setor automotivo rodoviário. “Mais limpo, seguro e conectado”, dessa forma a exposição pretendia pensar o universo da mobilidade sustentável futura e oferecer soluções para os grandes problemas dos transportes rodoviários.

Em entrevista coletiva o Gerente Geral da Michelin, Michel Rollier, falou sobre o Brasil e a credibilidade do país junto aos investidores internacionais. De acordo com Rollier, a Michelin vai aumentar sua representatividade na América do Sul nos próximos cinco anos. “Em 2012 estaremos inaugurando uma usina produtora no município de Itatiaia, no Rio de Janeiro. A unidade vai produzir pneus de passeio de última geração, capazes de melhorar o desempenho do veículo, diminuindo o consumo”, afirmou.

Segundo a Michelin, o Brasil tem o maior índice de urbanização do mundo, onde a maioria das pessoas vive nas cidades. 32% das vendas da Michelin estão na América Latina, portanto, dentro do plano de desenvolvimento de mercados, a empresa está investindo R$ 1 bi em países como Brasil, Índia e China. Questionado sobre os investimentos no Rio de Janeiro, Rollier se limitou a informar que encontrou boa receptividade do Governo do Estado para a instalação da fábrica.

“O desafio dos engarrafamentos, o consumo de energia, a reciclagem e o uso sustentável da borracha é uma preocupação da Michelin”, afirmou o Gerente Geral. Segundo ele, em relação aos demais países, o Brasil está adiantado na bioenergia, sendo o primeiro exportador mundial do biocombustível Etanol. Razão pela qual a empresa está apostando alto no país.

Estão participando do Challenge Bibendum institutos como Inmetro, Inea e Detran, e empresas como Shell, Magneti Marelli, Única, Ligier, Microcar, Rhodia, Global Road Safety, Fiat, Peugeot e CPFL, entre outras.

Menor carro do mundo

Dock Dock, protótipo do menor carro do mundo para duas pessoas, foi apresentado no evento, pelo arquiteto Jaime Lerner. “É um veículo de propriedade compartilhada, semelhante às bicicletas de aluguel, movido a energia elétrica e que pode chegar a 20 km por hora”, comenta. Para utilizá-lo, o cidadão paga uma tarifa proporcional ao tempo de uso, via cartão magnético a ser adquirido pelo usuário. Após a utilização, os veículos podem ser devolvidos em qualquer estação sistema. A tecnologia é totalmente nacional.

“Estamos conversando com prefeituras de algumas capitais e cidades com mais de 500 mil habitantes no Brasil, Estados Unidos e Europa”, afirma Emílio Mendonça, designer do Dock Dock. O carro mede 1,70 metros de comprimento, 1,20 metros de largura na traseira e 1 metro de largura na dianteira. Mendonça apresenta, no Michelin Challenge, um projeto de circulação do pequeno carro para o Centro Histórico do Rio de Janeiro, com estações em locais como Largo da Carioca, Cais Mauá, Praça XV, Praça Tiradentes, Lapa e Cinelândia.

 

Praticidade e agilidade

O primeiro veículo individual elétrico, 100% brasileiro, com design arrojado e moderno, o Vilco Speedy, oferece agilidade, segurança e praticidade nos deslocamentos individuais. É ideal para percorrer trajetos em curto espaço de tempo, mesmo em locais restritos, ambientes com grande concentração ou junto a pedestres. “Já estamos comercializando o Speedy para indústrias, guardas municipais, os Correios e a Infraero”, revelou o Diretor Geral da Joape, João Henrique Schimidt dos Santos.

O veículo atinge a velocidade máxima de 20 km por hora, tem autonomia de 40 km, inclinação máxima de até 30 graus e pode levar carga útil de até 150 quilos. “Além de acelerador, freio a disco ventilado, buzina, alarme e sistema de iluminação, o veículo tem ainda bateria especial automotiva e acessórios como bagageiros laterais e frontais”, enfatiza Schimidt.

Veja algumas novidades apresentadas: http://picasaweb.google.com.br/aibimprensa/MichelinChallengeBibendum?feat=directlink

Fonte: Margareth Santos