Início Plantão Rio Operação SOS Saúde firma parceria com município de Belford Roxo

Operação SOS Saúde firma parceria com município de Belford Roxo

sos-saudeA Operação SOS Saúde, da Secretaria de Governo, firmou nesta quarta-feira (25/9) parceria com a Prefeitura de Belford Roxo, na Baixada Fluminense, para um trabalho de levantamento dos problemas e deficiências das unidades de atenção básica do município. Pelo acordo, equipes do SOS vão percorrer 57 unidades de saúde da cidade, no prazo de dois meses, ouvindo relatos de pacientes, moradores e de funcionários das instituições sobre as condições de atendimento e infraestrutura locais. Serão visitados dois hospitais de média complexidade e diversos postos de saúde.

 

 

Cerca de 205 quesitos – que incluem de assistência e equipamentos a descarte de resíduos – serão analisados pelos agentes do governo, em cada unidade. Ao final do trabalho, será gerado um relatório que permitirá a elaboração de um planejamento estratégico que otimize os serviços de saúde básica na cidade. Um dos primeiros locais visitados pela equipe foi o Hospital Municipal Jorge Júlio Costa dos Santos, conhecido como Joca, e situado no bairro de Piam. No local, muitos pacientes reconheceram os membros do SOS Saúde e fizeram relatos espontâneos sobre o atendimento na unidade.

 

 

De acordo com a coordenadora do SOS, Eliana Guerra, o município precisa ter uma real noção da situação da atenção básica: tanto a parte estrutural quanto a da força de trabalho. Desta forma, a operação permite uma maior eficiência nas ações voltadas para a prevenção de doenças, que é uma atribuição dos municípios.

 

 

“O Estado está presente, ajudando o município na reorganização dos seus serviços, para que sejam mais eficazes. Nós acolhemos os depoimentos e transformamos em um dado a ser trabalhado. Utilizamos a comunicação não violenta, as estratégias de mediação de conflitos. Nosso olhar é o da humanização: de resgatar no profissional de Saúde a vocação da assistência”, disse a coordenadora.

 

 

Segundo o subsecretário do Governo do Estado para a Baixada, Carlos Castilho, a expectativa é de que o trabalho de acompanhamento feito nos hospitais propicie mudanças, especialmente nos locais de maior carência.

 

 

“Nosso papel é ajudar no levantamento das deficiências e apresentá-lo aos prefeitos, dando suporte às soluções. Observamos que, muitas vezes, as soluções já estão dentro das próprias cidades, e o que falta para o município é ter a informação sobre o que precisa ser melhorado”, afirmou o subsecretário, acrescentando que o mesmo trabalho foi realizado na cidade de Miguel Pereira.

 

 

Por sua vez, o secretário de Saúde de Belford Roxo, Fabio Denardin, afirmou que o trabalho do SOS Saúde vai ajudar a administração da prefeitura a implantar, durante três anos, o que for de maior necessidade na área de Saúde.

 

 

“O nosso maior problema hoje é atrair os médicos para a região, especialmente para a parte de saúde da família. A infraestrutura também é deficiente. Por isso, precisamos do olhar do SOS Saúde”, explicou o secretário, informando ainda que a equipe do governo capacitará cerca de 2 mil profissionais de Saúde que estão assumindo cargos na prefeitura.

Trabalho elogiado

Chefe do serviço de enfermagem do hospital – que possui emergência clínica e ortopedia – a enfermeira Beatriz Teixeira elogiou o trabalho do SOS Saúde.

 

 

“Os agentes nos dão um retorno muito bom para que possamos melhorar a assistência à população. Um olhar externo enxerga coisas que nós, que estamos todos os dias aqui, nem sempre vemos”, afirmou Beatriz Teixeira.

 

 

Já a recepcionista Vanessa de Souza disse que, embora costume ser bem atendida no local, faltam equipamentos. Ela leva com frequência o filho, Aykon Anthony, de 3 anos, à unidade para tratar gripes e outros problemas de garganta.

 

 

“Geralmente tem pediatra e somos bem atendidos. Mas hoje o médico mudou o remédio que daria para o meu filho porque a balança estava quebrada, e não tinha como saber o peso dele para prescrever a quantidade exata daquele remédio. Por isso que o trabalho do SOS é tão importante para a gente”, contou a recepcionista.

 

 

Na visão do prefeito de Belford Roxo, Dennis Dauttmam, contar com a parceria do Governo do Estado, através do serviço do SOS Saúde, é ter mecanismos para garantir transparência na administração.

 

 

“Temos a preocupação de trazer uma saúde de qualidade para a população. Logo que soube do SOS Saúde, solicitei a ajuda, para que mostrem as nossas deficiências, de forma que possamos melhorar o nosso atendimento à população. A Saúde tem que ser um lugar de acolhimento. Quando a população tem isso, ela se sente segura”, concluiu o prefeito.

 

Governo do Rio