Início Plantão Rio Orquestra Sinfônica Petrobrás inaugura temporada na Cidade das Artes

Orquestra Sinfônica Petrobrás inaugura temporada na Cidade das Artes

A Orquestra Petrobras Sinfônica abre sua temporada na Cidade das Artes no sábado (06/07), às 20h. O concerto marca o início da parceria entre a Fundação Cidade das Artes e a OPES, que se apresenta pela primeira vez no espaço localizado na Barra da Tijuca.

 

 

 

Com regência do maestro Isaac Karabtchevsky, Regente Titular e Diretor Artístico da OPES, o programa traz as obras Bachiana Nº4 – Prelúdio (Heitor Villa-Lobos), Tristão e Isolda – Prelúdio e Tannhäuser – Abertura (Richard Wagner), Ponteio (Claudio Santoro), Mourão (César Guerra-Peixe), Leonora – Abertura nº 3, op. 72b e Abertura Coriolano, op.62 (Ludwig Van Beethoven). Até o final do ano, a orquestra tem mais quatro concertos previstos no espaço (nos dias 31/08, 01/09, 30/11 e 01/12, todos com regência de Carlos Prazeres), que compõem a série Iberê Camargo.

 

 

 

OS ARTISTAS

 

Isaac Karabtchevsky: Isaac Karabtchevsky é Diretor Artístico e Regente Titular da Orquestra Petrobras Sinfônica desde 2004. Entre 1988 e 1994 atuou como diretor artístico da Orquestra Tonkünstler de Viena, onde foi o primeiro artista brasileiro a receber, do governo da Áustria, a comenda Grande Mérito à Cultura.  De 1995 a 2001 foi Diretor Artístico do Teatro La Fenice, de Veneza. Entre 2004 e 2009 também atuou como diretor artístico da Orchestre Natioal des Pays de la Loire (ONPL), na França, onde recebeu a comenda internacional de Chevalier des Arts et des Lettres. De 1969 a 1996, dirigiu a Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB). Esteve diante de importantes orquestras por todo o mundo e foi também Diretor Artístico do Theatro Municipal de São Paulo. Desde 2000, Karabtchevsky dirige anualmente na Itália, no Musica Riva Festival, masterclasses para regentes do mundo inteiro. No MIMO, realiza gratuitamente o mesmo curso com enorme sucesso. Ao lado de Roberto Marinho e Péricles de Barros, foi o criador do Projeto Aquarius, o maior movimento de popularização da música clássica no Brasil. Em 2011 assumiu a direção artística do Instituto Baccarelli, uma instituição única no Brasil, formada na maior comunidade carente de São Paulo e que conta com quatro orquestras sinfônicas, entre elas a Orquestra de Heliópolis,  e 17 corais. Isaac Karabtchevsky foi considerado pelo jornal inglês The Guardian um dos “ícones vivos” do Brasil.

 

Sobre a Orquestra: Aos 41 anos, a Orquestra Petrobras Sinfônica se consolida como uma das mais conceituadas do país e ocupa um lugar de prestígio entre os maiores conjuntos musicais da América Latina. Criada pelo maestro Armando Prazeres, a orquestra conta com uma formação de mais 80 instrumentistas e tem como Diretor Artístico e Regente Titular o maestro Isaac Karabtchevsky, o mais respeitado regente brasileiro e um nome consagrado no panorama internacional. A orquestra realiza a maior parte de sua temporada no Rio de Janeiro com suas séries tradicionais que homenageiam grandes nomes da pintura brasileira: Djanira e Portinari; além das séries Mestre Athayde, com concertos gratuitos nas igrejas do Rio, da Série Metrônomo, que apresenta concertos didáticos para alunos da rede pública.

 

Modelo de gestão: A Associação Orquestra Pró Música do Rio de Janeiro, entidade que administra a orquestra, possui uma proposta administrativa inovadora, sendo a única orquestra do país gerida por seus próprios músicos.  

 

Sustentabilidade: Desde 2009, a emissão de Gases de Efeito Estufa (GEE) gerada pelos espetáculos da Orquestra Petrobras Sinfônica é quantificada e neutralizada por meio do plantio e manutenção de árvores nas áreas rurais do Estado do Rio. 

 

Sobre a PETROBRAS: A Petrobras patrocina a Orquestra Petrobras Sinfônica há 26 anos. A principal frente de atuação do patrocínio cultural da companhia é o Petrobras Cultural. Completando dez anos em 2013, é o maior programa de patrocínio cultural já lançado no país. A Petrobras busca contribuir para o fortalecimento das oportunidades de criação, produção, difusão e fruição da cultura brasileira, para a ampliação do acesso dos cidadãos aos bens culturais e para a formação de novas plateias.

 

Outros Apoios e Patrocínios: A Petrobras Sinfônica conta ainda com os apoios culturais de: Avianca, UCI, Consulado da Argentina, Metrô Rio, WineBrands, Porto Bay Hotels e Rádio MEC FM.

 

Programa

 

Orquestra Petrobras Sinfônica

Isaac Karabtchevsky, regente

 

Heitor Villa-Lobos

Bachiana Nº4 – Prelúdio

 

César Guerra-Peixe

Mourão

 

Ludwig Van Beethoven

Leonora – Abertura nº 3, op. 72b

 

Claudio Santoro

Ponteio

 

Ludwig Van Beethoven

Abertura Coriolano, op.62

 

Richard Wagner

Tristão e Isolda – Prelúdio

Tannhäuser – Abertura

 

 

Serviço

 

Data: 06 de julho (sábado)

Horário: 20h

Endereço: Cidade das Artes – Grande Sala – Av. das Américas 5.300, Barra da Tijuca – Rio de Janeiro

Ingressos: à venda na bilheteria. R$30 (preço único, com meia-entrada para estudantes e idosos)

Telefone: (21) 3410-2768

Bilheteria: de terça a sexta-feira 13h – 21h, sábado e domingo 12h – 20h, em dias de espetáculo até 0h