Início Plantão Rio Palestras para qualificação para área do petróleo

Palestras para qualificação para área do petróleo

Quem quiser saber como se inscrever ou apenas conhecer o Programa de Recursos Humanos (PRH), da Agência Nacional do Petróleo (ANP), tem hoje, amanhã e depois palestras de especialistas e painéis informativos na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), no campus do Maracanã. Palestrantes e painéis compõem a Exposição Itinerante do PRH/ANP, cuja solenidade de abertura aconteceu na manhã desta quarta-feira, no auditório Pedro de Cesero, no 2º andar, Bloco A, da universidade, seguida da abertura da exposição de painéis no hall do 1º andar, Bloco F.

As duas palestras previstas (Petróleo do Pré-Sal: como foi gerado e acumulado e Petróleo do Pré-Sal: aspectos jurídicos de sua exploração) serão realizadas, respectivamente, hoje e amanhã, sempre a partir das 14h, na Faculdade de Geologia, no Bloco A, segundo andar. Os painéis podem ser conferidos de hoje a sexta-feira, das 9h às 17h.

A Uerj conta com dois PRHs, um sediado na Faculdade de Geologia (PRH-17) e outro na Faculdade de Direito (PRH-33), que apoiam pesquisas acadêmicas relacionadas à área do petróleo, tanto na graduação quanto na pós-graduação. O PRH 17 é voltado para a formação de profissionais qualificados em análise de bacias aplicada à exploração de petróleo e gás, ministrado pela Faculdade de Geologia. O PRH 33 é sobre Direito do Petróleo, aplicado pela Faculdade de Direito.

– O PRH-ANP é um programa extremamente bem sucedido. Portanto, ao sediá-lo nesses três dias, a Uerj terá a oportunidade de divulgar à comunidade universitária da nossa instituição e de todo o estado as formas de financiamento, de apoio e de engajamento nesse programa – afirmou Bermaschi.

O PRH-ANP tem ênfase nas engenharias de petróleo, dos materiais, química, mecânica e metalúrgica e nas geociências (geologia e geofísica). Também há oportunidades para estudantes de direito, economia e química. Os recursos que financiam os PRHs são providos pelo Fundo Setorial CT-Petro (Plano nacional de Ciência e Tecnologia do Setor de Petróleo e Gás Natural), administrados pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), do Ministério da Ciência e Tecnologia.

A ANP orienta as instituições de ensino sobre as tendências do setor e privilegia as vocações regionais. Os bolsistas do PRH-ANP são selecionados por edital público sob critérios estabelecidos pela ANP e pela comissão gestora do programa de cada instituição. A agência está nos trâmites finais para a publicação de novos editais, desta vez contando com apoio financeiro da Petrobras. Mais detalhes podem ser obtidos no site www.anp.gov.br/ctc.

Nas universidades, o PRH-ANP é voltado para a qualificação de graduandos, mestrandos e doutorandos, com vistas à inserção no mercado de trabalho do setor de petróleo, gás natural e biocombustível. De 1999 a 2088, a ANP investiu R$ 164 milhões na concessão de 4.586 bolsas de estudos em 36 PRHs inseridos em 33 instituições de ensino de 13 estados.

– O sucesso do programa pode ser medido pelos prêmios nacionais e internacionais conquistados e, principalmente, pela alta taxa de empregabilidade dos participantes: 70% dos bolsistas foram absorvidos pela indústria do petróleo e dos biocombustíveis – ressaltou o representante da ANP, Bruno Dinuccihi.

Além de Bermaschi e Dinucci, compuseram a mesa de abertura do evento a sub-reitora de Pós-Graduação e Pesquisa da Uerj, Mônica Heilbron, a diretora do Departamento de Cooperação Internacional da Uerj, Cristina Russi, e o diretor da Faculdade de Direito da Uerj, Antônio Augusto Madureira de Pinho
 

Fonte: Governo do Estado