Início Plantão Brasil Praia de Copacabana terá vacinação contra a gripe este sábado

Praia de Copacabana terá vacinação contra a gripe este sábado

As Secretarias Estadual e Municipal de Saúde, a Globo Rio e a Central Única das Favelas (Cufa) estarão, neste sábado (26/05), mais uma vez reunidas pela Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe. Depois do sucesso do evento realizado no Mercadão de Madureira na quinta-feira (24/05), é a vez de a Praia de Copacabana receber mutirão para vacinar o público-alvo da campanha e ajudar o Rio de Janeiro a atingir a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde, que é imunizar 80% da população-alvo. 

 

 

Neste sábado, de 9h às 14h, gestantes, idosos, crianças entre 6 meses e 2 anos, profissionais de saúde e indígenas que passarem pelo Quiosque da Globo em Copacabana (na altura da Rua Miguel Lemos) poderão tomar a dose da vacina. A campanha vai até dia 1º. de junho em todo o Brasil e a Secretaria de Estado de Saúde reforça a importância de a população se proteger e não deixar para a última hora.

 

Até agora, 51% do público-alvo foi vacinado em todo estado do Rio de Janeiro. Proporcionalmente, as gestantes foram as que menos se vacinaram durante a campanha. Até a tarde de sexta (25), apenas 45% das grávidas do estado foram aos postos de saúde se proteger contra a doença. Entre os idosos, o índice de imunização está em 49%; já entre as crianças na faixa etária da campanha, a cobertura está em 57%; e, entre os profissionais de saúde, 64% imunizados. Os indígenas já superaram a meta.

A campanha envolve 4.200 postos de vacinação fixos e volantes em todo o estado, 25 mil profissionais e 2.800 viaturas. A vacina, trivalente, tem a mesma composição da usada na última campanha, realizada em 2011. Por esse motivo, as crianças que foram vacinadas ano passado devem receber apenas uma dose este ano. Na última campanha, 85 dos 92 municípios do Estado do Rio atingiram a meta de 80% preconizada pelo Ministério da Saúde.

Contraindicação

As únicas contraindicações são a alergia aos componentes da vacina, principalmente à proteína do ovo, e os portadores de doenças neurológicas em atividade. Vale ressaltar que pessoas que podem comer ovo frito, pão, bolo ou macarrão não têm essa alergia. Quem estiver com gripe ou apresentado estado febril ou sintomas de dengue, o recomendado é esperar melhorar, para depois se vacinar.

O imunizante deve ser tomado todos os anos. A escolha pelo período do outono para a aplicação é estratégica, pois a vacina precisa de duas semanas para induzir alguma proteção e de quatro a seis semanas para que a máxima proteção seja alcançada. Como o inverno é período de maior circulação do vírus, tomando a vacina no outono garante-se máxima proteção no período de maior circulação do vírus influenza.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a vacinação é a forma mais eficaz para prevenir a gripe e suas complicações. A cada ano, mais de 150 milhões de pessoas são vacinadas contra gripe em países de todo o mundo, entre eles o Brasil. Provocada pelo vírus Influenza, a gripe ataca todos os anos entre 10 e 20% da população do planeta – algo em torno de 600 milhões de pessoas. Se não for tratada, pode gerar complicações que provocam entre 250 mil e 500 mil mortes por ano e milhões de internações. As complicações mais comuns são pneumonia, infecção no ouvido (otite) e inflamação nos brônquios (bronquite).