Início Destaque Prédios que desabaram no Rio eram irregulares e estavam interditados

Prédios que desabaram no Rio eram irregulares e estavam interditados

A prefeitura do Rio de Janeiro divulgou uma nota à imprensa em que informa que os prédios que desabaram na comunidade da Muzema, na Zona Oeste da cidade, eram construções não autorizadas pelos órgãos municipais e estavam interditados desde novembro de 2018.

A área em que se encontram os prédios que desabaram e as construções vizinhas (que incluem vários edifícios) é uma área de proteção ambiental (APA) que só permite a construção de edificações unifamiliares, ou seja, casas. “Na Muzema, as construções não obedecem aos parâmetros de edificações estabelecidos, como afastamento frontal, gabarito, ocupação, número de unidades e de vagas”, diz a nota.

A prefeitura também diz na nota que, por se tratar de uma área dominada por um grupo de milícia (criminosos que controlam territórios de forma irregular e armada no Rio), precisa de apoio da Polícia Militar para atuar na área.