Início Plantão Rio Prefeito participa da primeira edição do Programa de Fomento ao Audiovisual Carioca

Prefeito participa da primeira edição do Programa de Fomento ao Audiovisual Carioca

 

O Prefeito do Rio participou, nesta terça-feira, no Centro Cultural João Nogueira (Imperator), do anúncio dos vencedores da primeira edição do Programa de Fomento ao Audiovisual Carioca (FAC), que tem como objetivo promover o desenvolvimento da indústria audiovisual do Rio. A RioFilme, empresa de investimento em audiovisual da Prefeitura, por meio de comissões, selecionou 76 projetos dos 662 inscritos no edital.

“O Rio tem vocações muito claras como a economia criativa, dentro disso a produção do audiovisual. Quando se investe em cultura, em cinema, investimos na cidade por sua cadeia produtiva – disse o prefeito Eduardo Paes, que ressaltou a importância dos grandes eventos, como as Olimpíadas.  O mundo estará de olho na cidade. Temos que pensar no que podemos produzir inspirados nesses grandes eventos, quais legados poderemos deixar para cidade. Não apenas o legado urbanístico, físico, como a TransOeste, mas também um legado não palpável, que é a mudança da imagem. Somos atraentes, alegres, mas temos que ser vistos também como uma cidade criativa. Um lugar bom para se visitar, viver e investir”  – explicou o prefeito. 

Com uma verba extra de R$ 4 milhões da Prefeitura do Rio, a primeira edição do Programa de Fomento ao Audiovisual Carioca (FAC) se tornou o segundo maior programa de editais de audiovisual do Brasil, com um investimento total de R$ 15,1 milhões – R$ 14 milhões da Prefeitura do Rio/RioFilme, R$ 1 milhão do Canal Brasil e R$ 100 mil do Oi Futuro – em projetos de empresas sediadas na cidade. Apenas a Secretaria de Audiovisual do Ministério da Cultura tem um programa de editais com valor maior.

 

 

Para o diretor-presidente da RioFilme, Sérgio Sá Leitão, o FAC 2012 superou as expectativas.

– O alto nível dos projetos demonstra a qualidade e a vitalidade da produção carioca. As comissões tiveram muito trabalho para chegar à lista final. A premiação reflete o ótimo momento do audiovisual e seus vários gêneros e estilos. É um retrato do cinema e da TV que se faz no Rio – disse o diretor-presidente da RioFilme. 

O FAC 2012 recebeu 662 projetos de empresas estabelecidas no Rio. Desse total, 137 eram de desenvolvimento de longas, dos quais 16 foram selecionados; 106, de desenvolvimento de séries de TV (11 selecionados); 158, de produção de curtas (20 selecionados); 75, de documentários para TV (quatro selecionados); e 186, de produção/finalização de longas (25 selecionados).

Os projetos foram escolhidos por comissões formadas por profissionais da indústria audiovisual carioca, indicados por associações do setor, e representantes da RioFilme. Os critérios que pautaram a análise foram: relevância cultural, excelência artística, histórico do proponente, inovação e criatividade e potencial de viabilidade.

A primeira edição do FAC contou com a parceria do Canal Brasil, na linha de produção de documentários para TV, e do Oi Futuro, na linha de produção de curtas.

Prestação de contas

O evento foi também um momento de prestação de contas da gestão atual da RioFilme, que revitalizou a empresa a partir de 2009. Foi apresentado um balanço do período 2009/2012, com os resultados das duas linhas de investimento da RioFilme: a de investimentos reembolsáveis, que prevê retorno financeiro; e a de não-reembolsáveis, que prioriza o retorno cultural, como é o caso do FAC.

 

Fonte: Prefeitura do Rio