Início Plantão Rio Prefeitura do Rio inicia nova logística de limpeza no Morro dos Macacos

Prefeitura do Rio inicia nova logística de limpeza no Morro dos Macacos

 

 

A partir deste sábado, os moradores da comunidade dos Macacos, em Vila Isabel, têm uma nova rotina de limpeza. O sistema terá 27 pontos de coleta, com 132 contêineres, equipamentos como o microtrator compactador 4×4, que pode alcançar as áreas mais íngremes, e um triciclo motorizado, com sistema de som e dimensões adequadas à circulação em vias estreitas e sinuosas.

 

Segundo o prefeito do Rio, Eduardo Paes, a implantação da nova logística de limpeza nas comunidades se deve, em grande parte, à instalação de Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs).

 

– Esse processo nos garante uma quantidade enorme de possibilidades. A UPP está permitindo levar serviços de qualidade a essas comunidades, como a coleta de lixo. A prefeitura, através da Comlurb, está conseguindo cumprir com seu dever de melhorar os seus serviços e, com isso, a vida das pessoas – disse Eduardo Paes, completando que é necessário que a população colabore e mantenha suas ruas limpas – É fundamental que os moradores ajudem a prefeitura a manter as ruas limpas – completou.

 

 

Paes afirmou também que a Prefeitura vai aprimorar a coleta seletiva na cidade.

 

 

– O primeiro passo para mudar a relidade da limpeza urbana no Rio era resolver o problema de onde esse lixo era depositado. Era inaceitável que uma capital como o Rio de Janeiro tivesse um aterro sanitário às margens da Baía de Guanabara. Com a desativação de Gramacho e a criação do Centro de Tratamento de Resíduos, em Seropédica, a prefeitura vai poder sofisticar mais suas ações e o próximo passo é investir no incremento da coleta seletiva – concluiu o prefeito.

 

 

O secretário municipal de Conservação e Serviços Públicos deu mais detalhes sobre a iniciativa dos Macacos, implantada em parceria com o projeto UPP Social.

 

 

– Além dos veículos, também instalamos caixas estacionárias para o descarte de bens como eletrodomésticos, móveis e entulhos. O que for recolhido na coleta domiciliar será encaminhado para uma base compactadora – disse Osorio.

 

 

Desde novembro do último ano, equipes de campo da UPP Social mapeiam os locais de descarte irregular nas comunidades e definem com os moradores a instalação dos pontos de coleta regular e das bases compactadoras. A partir daí, lideranças comunitárias, ONGs e demais atores sociais mobilizam a comunidade para o mutirão e para o curso de formação da “Comissão de Multiplicadores de Cuidado com o Ambiente”, que orienta a respeito do descarte correto do lixo produzido em casa.

 

 

Esta nova rotina de limpeza já funciona a pleno vapor no Complexo do Alemão, Vila Cruzeiro, Batan, Borel, Salgueiro, Formiga, Complexo do Andaraí, São João, Cidade de Deus, Santa Marta, Mangueira, Pavão-Pavãozinho e São Carlos.

 

Fonte: Prefeitura do Rio