Início Plantão Barra Prefeitura do Rio lança Campanha de Aleitamento Materno em Clínica de Jacarepaguá

Prefeitura do Rio lança Campanha de Aleitamento Materno em Clínica de Jacarepaguá

 2017_05_27_NR (34)

 

O superintendente regional de Jacarepaguá, Flávio Caland, acompanhou o prefeito Marcelo Crivella, na Clínica da Família Bárbara Mosley, no Anil, em Jacarepaguá, no lançamento da campanha “Aleitamento Materno – Doar é um gesto que salva vidas”. O objetivo da campanha é aumentar o número de doações e garantir a alimentação dos bebês internados nas maternidades da cidade.

 

 

2017_05_27_NR (100) (479x640)

 

 

Aproximadamente 120 mães que estão amamentando compareceram à Clínica para fazer a doação, a maioria delas pela primeira vez. O prefeito entregou pessoalmente o certificado de doadora a algumas mães que fizeram a doação neste sábado, entre elas Bruna da Silva Aguiar e Sabrina de Souza Santos, ambas moradoras de Campo Grande, e as primeiras mães a chegarem à Clínica Bárbara Mosley para a doação.

 

– Nós queremos pedir às mães do Rio de Janeiro que nos ajudem a doar o melhor alimento que existe no mundo que é o leite materno. Quanto mais doa, mais leite tem. Esse é um princípio da natureza. Os seis primeiros meses de vida de uma criança são os mais importantes e o leite materno é o alimento mais importante nesse período. Por isso a importância de estarmos fazendo coletas e pedindo que as mães doem –  ressaltou o prefeito. 

 

 

Uma das primeiras doadoras cadastradas na CF Bárbara Mosley, que abriu o banco de leite há aproximadamente um mês, a agente comunitária de saúde Joice Veloso Barbosa, teve sua filha Isabele há nove meses na Maternidade Leila Diniz. Foi lá que ela viu a dificuldade das mães de bebês internados na UTI neonatal e, ao voltar ao trabalho na clínica, após a licença maternidade, começou a fazer as doações: “Doar leite é doar vida”, disse.

 

 

Rosane Maria da Silva Nascimento saiu de Paciência para doar seu leite na clínica da Família do Anil. Seu filho, Luiz Miguel, que hoje tem dois meses, nasceu prematuro e, ao viver essa situação, ela percebeu a importância do leite doado para as mães que não conseguem amamentar. 

 

 

O gerente técnico da Clínica, Jonas Querino Campos, também falou da importância de doar o leite e lembrou que 1ml de leite já representa uma refeição para um prematuro internado em uma unidade intensiva.

 

A Prefeitura dispõe de 14 postos de coleta na cidade, mas os estoques dos bancos de leite humano estão com estoque baixo. Atualmente, a Clínica Barbara Mosley tem 23 mães cadastradas e, por semana, envia aproximadamente 4 litros de leite para a Maternidade Leila Diniz, na Barra. A meta é chegar a 10 litros semanais.

 

 

A equipe de atendimento da Clínica Bárbara Mosley explica que desde o início do pré-natal é feito um trabalho de acolhimento e orientação às mães, para que elas amamentem seus filhos, vejam a forma correta de amamentar, aprendam a fazer massagens no bebê, e a ter cuidados com a saúde e alimentação. A conscientização para a importância da doação do leite materno é mais um item desse atendimento nas clínicas de saúde da família.

 

 

O que é preciso para ser doadora

Para ser doadora de leite materno, é exigido que a candidata esteja em boa saúde, não use medicamentos, álcool ou drogas, não seja fumante, e apresente exames do pré ou do pós-natal comprovando estar apta clinicamente. Na primeira doação, feita no posto de coleta, as mamães passam por exames e recebem um kit com frascos estéreis, gorro, máscara, gaze e aprendem a fazer a higienização adequada das mãos e dos mamilos como coletar corretamente o leite.

 

 

Ana Carolina Gomes, 18 anos, foi mãe há dois meses e também foi doadora pela primeira vez no último sábado (27/05), na Clínica Bárbara Mosley. Ela mostra o pote com a doação feita e diz que aprendeu a colher em casa, para continuar a ser doadora.

 

 

A doação pode ser feita nos postos, mas as mães também são orientadas a guardar o leite tirado em casa. Ele fica congelado e uma vez por semana um carro vai a casa delas buscar o  leite humano das mães cadastradas como doadoras nas unidades de Atenção Primária da cidade.

 

 

Os Bancos de Leite Humano (BLH) da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) são centros especializados, responsáveis pela promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno. O leite humano doado passa por um processo de pasteurização e todo controle de qualidade para ser utilizado pelos bebês internados nas unidades neonatais.

 

 

As doações podem ser feitas em um dos 14 postos de coleta da cidade. Na região de Jacarepaguá, o posto funciona na Clinica da Família Barbara Mosley Souza, na Avenida Otávio Malta, s/n – Anil e na Maternidade Leila Diniz,  Av. Ayrton Senna, 2000,  Barra da Tijuca, RJ.