Início Plantão Barra Prefeitura identifica focos de dengue em imóveis abandonados

Prefeitura identifica focos de dengue em imóveis abandonados

 

 

 

A Subprefeitura da Barra e Jacarepaguá, junto com a Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil (SMSDC), realizou nesta quinta-feira (03/05), entrada compulsória em três imóveis da Freguesia e Pechincha. Esses imóveis foram alvo de denúncia através da Central de Atendimento 1746.

 

Também foi vistoriado um imóvel abandonado na Rua Edgard Werneck, onde já funcionou um posto de gasolina e, por estar aberto, está sendo usado por usuários de crack, de acordo com reclamações de vizinhos. Nesse caso não foi entrada compulsória por não estar fechado. Quando a equipe chegou, havia um homem dormindo em um dos cômodos. Durante a revista, foram encontrados restos de comida e um colchão, além de materiais queimados. Nesse imóvel, agentes de vigilância encontraram vários focos de dengue em ralos e nas poças de água encontradas dentro do imóvel e também na laje. Agentes da Comlurb retiraram todos os materiais que poderiam servir como criadouros de mosquitos, enquanto os vigilantes de Saúde trataram os ralos.

 

Na casa da Rua Susano foram identificados dois focos de dengue, um externo e outro interno, ambos nas privadas dos banheiros. A água da piscina estava limpa e sem sinal de larvas. Agentes informaram que já haviam jogado remédio, através do quintal vizinho. Segundo informações a casa estava alugada até outubro do ano passado e desde então não há sinais do proprietário.

 

Na Estrada Campo de Areia não foi encontrado nenhum foco, apesar de terem sido encontradas no terreno várias latas de tinta e garrafas de bebidas vazias. O terreno apresenta vegetação alta e não há nenhuma construção. Na casa da Rua Araguaia, apesar de vazia, havia sinais de que alguém já tinha feito uma limpeza no local. Foram encontrados dois focos de dengue, um natural: em uma bromélia e em um ralo. A piscina estava com água amarela, mas cheia de peixes, o que evita o crescimento das larvas.

 

A Prefeitura do Rio passou a realizar entrada compulsória em imóveis abandonados, baseada no decreto nº 34.377, de 2011, que autoriza o ingresso de agentes de saúde em locais fechados. Desde a publicação do decreto, a Prefeitura do Rio já realizou 152 entradas compulsórias, em toda da cidade. Na área da Barra e Jacarepaguá (AP-4) foram vistoriados 13 imóveis abandonados da cidade, entre comerciais e residenciais (terrenos e casas). A vistoria compulsória acontece quando o proprietário do imóvel não responde a nenhuma das três notificações por correspondência da Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil (SMSDC), solicitando o agendamento de uma vistoria no local. O uso do decreto reforça a postura da Prefeitura de combater, preventivamente, situações que representam risco à saúde pública.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Subprefeitura da Barra – Nida Rego