Início Plantão Rio Prefeitura lança Casa da Sebastiana, centro de referência do carnaval carioca

Prefeitura lança Casa da Sebastiana, centro de referência do carnaval carioca

 

O Carnaval de rua finalmente terá um espaço para resgate de sua memória. A Prefeitura do Rio lançou, na tarde desta terça-feira, o projeto da Casa da Sebastiana, um centro de referência e memória dos blocos de rua, que também irá funcionar como centro cultural e núcleo para capacitação de mão-de-obra em atividades ligadas à economia do carnaval.

 

Durante o evento de lançamento, o prefeito Eduardo Paes, ao lado do secretário municipal de Turismo, Pedro Guimarães, e da presidente da Sebastiana (Associação Independente dos Blocos de Carnaval de Rua da Zona Sul, Santa Teresa e Centro da Cidade), Rita Fernandes, afirmou que o projeto segue um roteiro de manifestações cariocas. – A iniciativa de resgatar a memória dos blocos é um sonho antigo. O carnaval não pode ficar só em fevereiro, precisamos desta manifestação cultural de forma permanente. Com este projeto, esta passa a ser a casa oficial do carnaval de rua, do samba, da boa música, da cultura e da alma carioca – disse o prefeito, após anunciar a reforma do espaço na rua do Riachuelo.

 

– Quero parabenizar o fato de vocês conseguirem trazer ordem para a desordem. A Sebastiana permitiu uma interlocução entre a Prefeitura do Rio e os blocos de rua. Além disso, a Sebastiana conseguiu organizar de uma maneira saudável essa festa especial que é o carnaval – concluiu.

 

Prevista para inaugurar em dezembro de 2013, a Casa da Sebastiana será construída em um antigo sobrado do fim do século XIX e início do século XX, na Rua do Riachuelo nº 13, bem próximo aos Arcos da Lapa, reduto da boemia na cidade. O projeto é uma parceria da Prefeitura do Rio com a Sebastiana – Associação Independente dos Blocos de Carnaval de Rua da Zona Sul, Santa Teresa e Centro – e conta ainda com o apoio da Globo Rio.

 

O Centro de Memória contará a história dos blocos, guardada em documentos de arquivos pessoais e na memória dos foliões. O acervo mostrará como o Carnaval de Rua do Rio cresceu e revitalizou-se, chegando a arrastar mais de cinco milhões de pessoas pelas ruas em 2012. O objetivo é reunir documentos, letras de sambas, desenhos, filmes e fotos para disponibilizá-los digitalmente para consulta de pesquisadores, leitores e interessados no assunto.

 

 

Já o Centro Cultural será um espaço para programação e atividades permanentes. No local, haverá rodas de samba e shows de ritmos brasileiros que possam ser associados ao Carnaval. Uma sala de exposição receberá fotos, desenhos, pinturas e todo tipo de arte visual. O centro abrigará também uma sala de filmes, com lançamentos e projeção de produções ligadas ao tema. No bar temático do terraço o espírito carnavalesco marcará presença no cardápio, nos nomes das bebidas e petiscos.

 

 

Para manter viva a folia, a Casa da Sebastiana terá ainda um núcleo especialmente desenvolvido para a realização de cursos de capacitação de mão-de-obra em atividades como corte e costura de fantasias, confecção de adereços e conserto de instrumentos. Haverá ainda projetos especiais com produção de documentários, gravação de CDs, entre outros. 

 

Fonte: Prefeitura do Rio