Início Plantão Brasil Professores são capacitados em empreendedorismo

Professores são capacitados em empreendedorismo

Professores da rede estadual de São Paulo estão sendo capacitados para levar o tema empreendedorismo a alunos do Ensino Fundamental. Até o fim de julho, mais de 2,7 mil profissionais participam do curso Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP). Realizado pelo Sebrae no estado em parceria com a Secretaria Estadual de Educação, o projeto tem por objetivo incentivar comportamentos empreendedores em alunos de 6 a 14 anos e estimulá-los a buscar possibilidades de inserção no mercado de trabalho.

A capacitação para os professores tem duração de 30 horas. A metodologia inclui a elaboração do plano de aula para a implantação dos cursos para os alunos. A proposta é que o conteúdo seja transmitido a aproximadamente 50 mil estudantes do ensino fundamental em São Paulo, a partir do segundo semestre deste ano.

Desenvolvido desde 2002 no estado, o JEPP já capacitou mais de 12 mil professores e atendeu a 300 mil alunos. O superintendente do Sebrae em São Paulo, Bruno Caetano, acredita que os jovens precisam estar preparados para sair da escola não apenas para ser empregados de empresas, mas também para empreenderem. “Nós acredit amos que essa formação começa na escola, e o Sebrae é parceiro neste processo”, disse.

Pelo país

A implantação do JEPP em São Paulo é um dos exemplos do projeto desenvolvido no Brasil. As unidades do Sebrae nos estados, as secretarias municipais de educação e  instituições privadas de ensino têm firmado convênios para a realização de palestras de sensibilização e capacitação de professores.

Até o momento, já foram firmadas parcerias entre o Sebrae e os governos dos estados do Rio de Janeiro, Tocantins e Mato Grosso. Segundo Flávia Azevedo Fernandes, analista de Capacitação Empresarial do Sebrae, a meta para 2012 é ter 94 mil professores capacitados e atender a 317 mil alunos de 1,9 mil escolas do país.

Lançado em 2011, o JEPP tem como proposta desenvolver o espírito empreendedor e estimular a orientação para os negócios nas novas gerações. No total, são nove cursos, um para cada ano do Ensino Fundamental, que poderão ser aplicados dentro das disciplinas curriculares ou como atividades extracurriculares, a critério da escola.

Nos primeiros anos de estudo, os alunos aprendem, em oficinas lúdicas, noções sobre plano de negócios. Gradativamente, os conteúdos são aprofundados e novos temas são inseridos, como cultura da cooperação e da inovação, ecossustentabilidade, ética e cidadania.

 

Serviço: Agência Sebrae de Notícias