Início Plantão Rio Profissionais da SES embarcam para os EUA

Profissionais da SES embarcam para os EUA

Preparação para a Copa 2014
 
A preparação da Secretaria de Estado de Saúde (SES-RJ)  para a Copa do Mundo de 2014 e para as Olimpíadas de 2016 começou faz tempo e, nesta terça-feira (10/01), embarcaram para Baltimore, nos Estados Unidos, os primeiros profissionais da rede pública de saúde que vão aprender normas, protocolos e diretrizes do Shock Trauma Center Adams Cowley, Centro de Trauma da Universidade de Maryland, referência para o atendimento ao presidente norte-americano Barack Obama em casos de emergências. 
– Esses profissionais serão capacitados para fazer uma melhor gestão no trauma, montar equipes, acompanhar os pacientes, otimizar o setor de terapia intensiva, entre outros procedimentos. O objetivo é diminuir a mortalidade e sequelas dos pacientes – afirma a subsecretária de Unidades Próprias da SES, Ana Lúcia Neves. Segundo ela, traumatismos múltiplos são responsáveis por  mais de 90% das mortes dos jovens entre 16 e 25 anos. 
 
O convênio foi assinado pelo secretário de Estado de Saúde, Sérgio Côrtes, no fim de 2010. Em 2011, uma equipe da SES esteve na cidade e, no segundo semestre, foi a vez de a equipe norte-americana vir ao Rio de Janeiro. Ao todo serão 17 profissionais da SES-RJ: 6 enfermeiros, que seguiram viagem nesta terça, e 11 médicos, que viajam na próxima semana. Eles foram selecionados de acordo com experiência na área de traumas e vínculo com alguma unidade de saúde da rede pública estadual. 
 
A expectativa é que, ao retornar da viagem, o grupo possa implementar o atendimento de alta qualidade aos pacientes politraumatizados do primeiro Centro de Trauma do Estado do Rio de Janeiro, no Hospital Estadual Alberto Torres e ajudar na criação de outros três centros, nos hospitais estaduais Albert Schweitzer, Getúlio Vargas e Adão Pereira Nunes.
– Esses profissionais funcionarão como multiplicadores de conhecimento. A ideia é que todos os trabalhem alinhados com estratégias, normas e protocolos já existentes. Estamos olhando para o futuro, é um preparativo para os eventos esportivos que a cidade do Rio de Janeiro receberá – explica Ana Lúcia.

Fonte: SES