Início Plantão Rio Projeto Rio Limpo

Projeto Rio Limpo

Diversas empresas de publicidade da cidade retiraram 40 anúncios publicitários no Centro e na Zona Sul para cumprir o que determina o decreto publicado no último dia 2 de maio pela Prefeitura cuja finalidade é valorizar e preservar o patrimônio paisagístico e ambiental da cidade do Rio de Janeiro, criando a Zona de Preservação Paisagística Ambiental 1 (ZPPA-1).

 

 

As empresas retiraram 29 publicidades na Zona Sul, sendo 10 empenas em Copacabana, quatro empenas em Ipanema, dois painéis fixos ao solo na Lagoa, cinco empenas no Leblon, três empenas e um outdoor em Botafogo, duas empenas no Jardim Botânico, uma cobertura publicitária na Glória e duas empenas no Humaitá. No Centro foram recolhidas quatro empenas e um anúncio de publicidade de cobertura, além de quatro coberturas no Santo Cristo e uma no Caju.

 

 

– A retirada de publicidades em coberturas e empenas pelas próprias empresas comprova a eficácia do projeto Rio Limpo, criado justamente para coibir os anúncios publicitários que obstruem e atrapalham a vista privilegiada das paisagens naturais e do patrimônio arquitetônico de nossa cidade, disse Alex Costa, secretário de Ordem Pública.

 

 

Nesta quinta-feira, 10 de maio, em mais um dia de operações do projeto Rio Limpo, a Secretaria Especial da Ordem Pública (Seop) retirou uma cobertura de anúncio publicitário – com aproximadamente 75 m² – na rua Monsenhor Manuel Gomes, 370, no Caju, altura da Grande Curva da Ponte Rio-Niterói, em direção à Perimetral. Participaram da ação 25 pessoas entre: agentes da Seop, homens do Grupamento de Busca e Salvamento do Corpo de Bombeiros, guardas municipais, fiscais de Atividade Econômica e funcionários da Rioluz.

 

 

Desde a publicação do decreto que cria o Projeto Rio Limpo, a Secretaria Especial de Ordem Pública realizou diversas ações simultâneas no Centro e na Zona Sul para retirar 19 outdoors, três empenas, cinco coberturas de painel publicitário, seis lonas com propagandas fixadas em painel, 41 cartazes e cobriu um painel de Led, de aproximadamente 20 metros, com um edital de publicidade irregular.

 

 

Os prazos para cumprimento das novas regras em relação aos anúncios indicativos (os nomes dos estabelecimentos comerciais) é de até 180 dias. A multa por descumprimento do decreto que cria o Rio Limpo será diária no valor de R$ 570,00. No caso de reincidência ou persistência da irregularidade, o valor da multa será dobrado. Os responsáveis deverão arcar com os custos da retirada dos indicativos irregulares.



Assessoria de Comunicação da Seop | Twitter: twitter.com/Ordem_Publica | Facebook: facebook.com/ordempublica

http://meadiciona.com.br/ordempublica