Início Plantão Barra Prostituição na orla tira sossego dos moradores da Barra

Prostituição na orla tira sossego dos moradores da Barra

Na manhã de segunda-feira, dia 12, foi realizada a reunião mensal do 31º Conselho Comunitário de Segurança – 31º CCS, no auditório da Paróquia São Francisco de Paula, no Jardim Oceânico, Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio. 

 

 

Antes da reunião, o padre Dino abençoou a cabine da PMERJ que fica na frente da igreja, e logo após o encontro mensal foi realizado no auditório da Paróquia. Na ocasião vários assuntos foram tratados, entre eles segurança na região da Barra e do Recreio, o trânsito caótico na localidade por causa das obras dos corredores expressos Transoeste e Transcarioca, menores de rua, segurança e a prostituição próximo a orla da Barra e do Recreio.

 

Estiveram presentes ao encontro Cleo Pagliosa, os representantes do 31º BPM Capitão Tiago e o Sargento Max Coelho, ex-integrante do BOPE, a representante da 42ª DP Dra. Mônica, o delegado da 16º DP Carlos Henrique, o administrador regional da Barra Alvir Rosa, as representantes do Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS, Maria Helena e Alessandra, Frei Dino e os representantes de associações civis e comunitárias da região.

 

 

Na ocasião, os representantes do Batalhão falaram da união entre as polícias civil e militar na região, em ações conjuntas, das ações realizadas a respeito da prostituição que serão intensificadas e incluirão abordagem de viaturas com câmeras, sobre o fato do Carnaval ter acontecido dentro da normalidade na região, e de outras questões.

 

No encontro também foi abordada a questão do estacionamento irregular oriundo do público das boates durante a noite e as diversas notificações feitas no local, assim como o controle do barulho nestes locais. O ator e representante do 31 CCS, Castrinho também abordou a questão do crescimento de comunidades carentes na região, do não sincronismo dos sémaforos e do depósito descontrolado de lixo no Canal de Marapendi.

 

O administrador regional da Barra Alvir Rosa, abordou questões relacionadas as obras e ao trânsito na avenida das Américas, as representantes subprefeito Tiago Mohamed abordou as questões referentes as obras da Transoeste e garantiu o cronograma será cumprido. A previsão é que a obra da Transoeste seja entregue em maio a população.  O delegado da 16ª DP também abordou a questão do combate as drogas na região e disse não acreditar que a Barra possua pontos de uso de crack. 

 

O comandante Amaral do 31º BPM falou sobre o fato de qualquer pessoa procurar o batalhão para esclarecer dúvidas e pedir informações, e também abordou o fato de estar trabalhando em conjunto com o SEOP para coibir a ação de flanelinhas nas regiões da Barra e do Recreio.

 

Já a Dra. Mônica, que representava a Dra. Adriana Belém, da 42ª DP, abordou a importância de se fazer Boletim de Ocorrência para algumas questões que ajudaram a desencadear uma quadrilha de extorsão por telefone que agia de dentro do complexo penitenciário de Bangú, sobre a apreensão de drogas no Terreirão e da prisão de um traficante em Vargem Grande.
Frei Dino elogiou o trabalho do 31CCS e pontuou alguns pontos importantes sobre ações comunitárias, até mesmo desenvolvidas na Paróquia.

 

Para fechar o encontro as representantes do Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS, Maria Helena e Alessandra, abordaram a questão dos menores de rua nas áreas da Barra e do Recreio e explicaram o que tem sido para o controle dos menores nas ruas.

 

Fonte: Plantão Barra: Graça Paes

1 COMENTÁRIO

  1. Sou moradora do Jardim Oceânico há 30 anos, acompanhei o crescimento do bairro e meus filhos hoje adultos passaram toda a infancia e adolescencia aqui.Parece até piada de mau gosto, mas nós moradores não temos liberdade de Ir e Vir,pois a prostituição agresiva tomou conta das ruas…Nós que pagamos impostos nos sentimos acuados e deparamos com cenas deploraveis no nosso dia adia.Peço urgencia para acabar com esta situação contrangedora.